‘Tudo foi mágico. Isso vale ouro’

Anderson Varejão, jogador de basquete que defende o Golden State Warriors, da NBA

O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2016 | 21h56

“É difícil descrever a emoção que senti. Foi uma mistura de ansiedade, com alegria, com orgulho, passou muito rápido... A chama olímpica tem um simbolismo muito especial, o Revezamento da Tocha é um momento importante, dá a sensação de um começo da Olimpíada, porque já começamos a sentir algo diferente. E não é apenas para quem vai estar participando, mas para todos que vão estar envolvidos de alguma maneira, sejam atletas, voluntários, imprensa, público, todos. Foi um dia único na minha vida.

Fiquei muito feliz quando recebi o convite, ainda no ano passado, para fazer parte desse evento. Tudo foi mágico. Isso vale ouro. Do momento em que as tochas se tocaram, com a ‘passagem’ da chama, até esse passeio pela rua, em meio ao público, o carinho de todos comigo... É uma interação diferente, uma coisa muito verdadeira, espontânea, me emocionou. Foi realmente especial, inesquecível, uma experiência que vou levar para o resto da minha vida.

Falta pouco para o início dos Jogos, o Brasil está vivendo a História, está fazendo parte da história olímpica, e espero que a Olimpíada tragam uma mensagem de paz, de harmonia e de união”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.