Divulgação
Divulgação

Tyson acha 'ridícula' ideia de permitir lutadores profissionais

Proposta é para que os boxeadores participem dos Jogos do Rio

Estadão Conteúdo

25 de maio de 2016 | 10h56

A proposta de permitir que lutadores profissionais possam participar dos Jogos Olímpicos do Rio é "ridícula" e "estúpida", disse, nesta quarta-feira, o norte-americano Mike Tyson, ex-campeão mundial e um dos maiores nomes da história do boxe. Em Pequim para promover o esporte na China, Tyson disse que qualquer pugilista profissional que for para a Olimpíada deve estar preparado para perder, porque os amadores iriam mostrar que são muito mais rápidos do que eles.

"É ridículo, é estúpido e alguns dos lutadores profissionais vão ser batidos por amadores", disse Tyson. "É isso que vai acontecer. Alguns deles vão para ser batidos, eu acho isso. Eu realmente acredito nisso". O presidente da Associação Internacional de Boxe, C. K. Wu, propôs que seja permitida a presença dos profissionais na Olimpíada, mas a ideia é de difícil implementação, porque vários torneios classificatórios para os Jogos do Rio já foram realizados.

As lutas no boxe amador têm um máximo de quatro rounds, enquanto combates profissionais podem durar até 12. Tyson declarou ainda ter fortes memórias da velocidade e habilidade de pugilistas de Cuba, Rússia e outros países com quem lutou como um amador na década de 1980. "Por três rounds, quatro rounds, alguns dos boxeadores profissionais não terão condições de pegar esses caras", disse. "Esses caras estão lá para ser rápidos por três rounds, quatro rounds. Esses caras não vão estar acostumados a isso", completou Tyson.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.