AFP
AFP

Vadão promete luta pelo bronze do futebol feminino no Rio-2016

Meninas enfrentam o Canadá, em São Paulo, às 13h

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

19 Agosto 2016 | 05h22

Três dias após perder nos pênaltis a vaga para a final, a seleção feminina de futebol disputa nesta sexta-feira, às 13h, a medalha de bronze no Rio-2016 diante do Canadá, no Itaquerão. Mesmo abatidas pela eliminação para a Suécia, as jogadoras querem subir ao pódio pela terceira vez na história das Olimpíadas, o que significaria encerrar a campanha nos Jogos do Rio-2016 de forma invicta.

A eliminação diante da Suécia num Maracanã lotado, na última terça-feira, teve um gosto amargo sobretudo pela forma como se deu. O time comandado por Vadão dominou amplamente a partida e teve nada menos do que 33 finalizações ao longo dos 120 minutos de jogo. Mas a falta de aproveitamento custou caro, e a seleção acabou parando nos pênaltis.

A seca de gols é a maior preocupação. Desde a goleada por 5 a 1 sobre a mesma Suécia, na segunda rodada da fase grupos, a seleção brasileira não marcou mais nenhum gol – tampouco sofreu.

O abatimento tomou conta do grupo. “O dia de ontem (quarta) foi muito crítico, mas hoje já conseguimos perceber uma reação boa das atletas”, disse o técnico Vadão. “Temos recebido muito suporte. O acolhimento tem sido maravilhoso.”

O treinador destacou a importância da conquista do bronze e reconheceu que o time entrará em campo pressionado, mas afirmou que o grupo de jogadoras está preparado. “Quem está na seleção brasileira sempre vai ter responsabilidade. Aqui é o último degrau, é o patamar máximo. Só estamos aqui porque estamos preparados para isso”, frisou Vadão. “A pressão que houver será sempre favorável, o carinho que tivemos foi muito favorável.”

A escalação será praticamente a mesma da última partida, mas com Cristiane iniciando como titular após se recuperar totalmente da lesão que sofreu na coxa direita ainda na fase de grupos. A lateral Fabiana, que sofreu uma entorse no tornozelo direito ainda na partida com a Austrália, nas quartas de final, também deve iniciar a partida.

Brasil e Canadá se enfrentarão pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos, mas as duas equipes têm histórico recente de confrontos. Foram seis no último ano, com quatro vitórias para o Brasil e duas para o Canadá. As canadenses conquistaram a medalha de bronze nos Jogos de Londres-2012.

Prata nos Jogos de Atenas-2004 e Pequim-2008, o Brasil tenta voltar ao pódio após ficar de fora das semifinais há quatro anos, quando perdeu nas quartas para o Japão.

FICHA TÉCNICA

BRASIL: Bárbara; Fabiana, Rafaelle, Mônica e Tamirez; Thaisa, Formiga e Marta; Andressa Alves, Cristiane e Bia

Técnico: Oswaldo Alvarez

CANADÁ: Labbé; Wilkinson, Buchanan, Zadorsky e Lawrence; Scott, Fleming, Beckie e Schmidt; Sinclair e Tancredi

Técnico: John Herdman

Juíza: Teodora Albou (ROM) 

Horário: 13h 

Local: Itaquerão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.