Almanaque Olímpico: Você se lembra dos boicotes aos Jogos?

Relembre alguns confusões em edições das Olimpíadas

Demétrio Vecchioli, O Estado de S. Paulo

12 de abril de 2016 | 17h43

Em 1980, o bloco liderado pelos Estados Unidos boicotou a Olimpíada em Moscou, em retaliação à invasão do Afeganistão pela União Soviética. Mais de 60 países se recusaram a competir. Quatro anos depois, os soviéticos deram o troco e, com exceção da Romênia, convenceram todos os seus aliados a não irem a Los Angeles. Com a Guerra Fria perto do fim, só a Coreia do Norte boicotou os Jogos em 1988, em Seoul, na Coreia do Sul. Desde então, nunca mais um boicote se efetivou em Jogos Olímpicos.

Houve quem cobrasse ações desse tipo por conta do trabalho escravo na China, ou das leis anti-gays na Rússia, mas as ideias nunca chegaram a ser seriamente discutidas pelas autoridades esportivas.

OUÇA O BOLETIM NA ÍNTEGRA:

Tudo o que sabemos sobre:
jogos olímpicosalmanaque olímpico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.