Yao Ming descarta medalha para basquete chinês em Pequim

O pivô chinês Yao Ming, do Houston Rockets, não acredita que a China esteja preparada para conquistar uma medalha no torneio masculino de basquete dos Jogos Olímpicos de Pequim. Um curto "não" foi a resposta de Yao ao ser perguntado se via a China no pódio da modalidade, em declarações publicadas hoje pelo portal Sohu.com. Yao disse que estará pronto para os Jogos mesmo que não tenha aparentado estar em forma na Copa Stankovic, que acaba de terminar e na qual China derrotou a Sérvia por 96 a 72, perdeu surpreendentemente para Angola por 72 a 71 e venceu uma desfalcada Rússia por 72 a 50. O gigante chinês mostrou um comportamento irregular em quadra após cinco meses afastado do basquete por causa de uma fratura por estresse no pé esquerdo ocorrida em março. "Minha irregularidade pode ser apenas impressão, causada pelos diferentes níveis dos adversários", declarou Yao, que marcou apenas seis pontos contra a Rússia, um número muito abaixo das expectativas e de sua qualidade. A China estréia nos Jogos Olímpicos contra a seleção americana, num grupo que ainda inclui Espanha, Alemanha, Angola e Grécia. Quatro seleções se classificam para a próxima fase da competição. 

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.