Fabio Motta/ Estadão
Fabio Motta/ Estadão

Amanda Nunes atropela americana, defende o cinturão e completa show brasileiro no UFC Rio

Brasileira garantiu a quarta defesa do cinturão peso galo ao nocautear Raquel Pennington neste sábado

Andreza Galdeano/ Rio, O Estado de S.Paulo

13 Maio 2018 | 02h03

Amanda Nunes garantiu a quarta defesa do cinturão peso galo ao nocautear Raquel Pennington neste sábado, no UFC Rio. A luta principal da noite levou o público da Jeunesse Arena ao delírio e completou o show de vitórias brasileiras no evento.

+ Após sofrer nocaute espetacular de Lyoto, Vitor Belfort anuncia aposentadoria

No octógono, a desafiante aguentou a confiança e os duros golpes de Amanda até o quinto round. Foi no último assalto que a brasileira garantiu o nocaute e colocou mais uma vitória em sua lista de defesas. Antes, ela conquistou o título da organização ao derrotar Miesha Tate no histórico UFC 200. Fez história ao nocautear Ronda Rousey e superou Valentina Shevchenko em um duro combate de cinco rounds.

"Eu nunca tive uma luta assim antes. Tenho muito respeito por ela. Foi uma luta muito dura, mas vamos sair daqui amigas e tomar uma cerveja juntas", afirmou Amanda após a conquista. "Eu moro lá fora, mas defendo a bandeira do Brasil. Estou lá porque precisei seguir meu sonho, mas esse cinturão é nosso", completou, recebendo o carinho do público brasileiro.

Abrindo o card principal do evento, Vitor Belfort e Lyoto Machida foram protagonistas de mais uma cena inédita dentro do octógono. Em casa, o carioca surpreendeu os fãs ao ser vítima de um nocaute espetacular e confirmou sua aposentadoria.

Com a torcida do seu lado, Belfort foi incentivado desde o início do combate. Com poucas emoções, os veteranos sentiram o clima do evento ao receber vaias por parte da torcida que marcou presença no local. No segundo assalto, os fãs entoaram o nome de Belfort pedindo a vitória, mas o ídolo viu Lyoto acertar um chute em seu queixo e "apagou" dentro da Jeunesse Arena. Justamente em um tipo de chute frontal que já havia sido usado por Anderson Silva em 2011, no UFC 126.

Antes do clássico entre os brasileiros, Ronaldo Jacaré fez um dos combates mais duros da noite. Mas ele não conseguiu passar pelo americano Kelvin Gastelum. Durando todos os assaltos, o duelo terminou com a vitória de Gastelum por decisão dividida dos juízes. 

Após o combate, o americano falou em português com os fãs brasileiros. "Amo vocês, amo o Brasil", disse. "Estava cansado, mas é isso que eu tenho que fazer, entrar aqui e vencer. Espero lutar pelo cinturão", completou.

Quem também fez a festa no octógono foi Mackenzie Dern. Ela honrou sua chance de lutar contra Amanda Cooper após ultrapassar 3,2 kg do limite da categoria peso palha e garantiu a vitória e a realização de um sonho: vencer por finalização no primeiro round.

Em suas recentes entrevistas, a americana naturalizada brasileira já havia afirmado que gostaria de garantir uma vitória por finalização ainda no primeiro assalto de sua luta. Foi o que aconteceu, depois de acertar um cruzado de esquerda, ela levou sua rival para o chão e garantiu a finalização com um mata-leão. "Teve meu peso, minha saída da equipe, mas, independente de qualquer coisa, eu queria o apoio de vocês e foi isso que me deixou muito feliz aqui", disse ao receber os aplausos do público. 

Confira os resultados do UFC Rio:

CARD PRINCIPAL

Peso galo: Amanda Nunes venceu Raquel Pennington por nocaute

Peso médio: Ronaldo Jacaré perdeu para Kelvin Gastelum por decisão dividida

Peso palha: Mackenzie Dern derrotou Amanda Cooper por finalização

Peso galo: John Lineker venceu Brian Kelleher por nocaute

Peso médio: Vitor Belfort perdeu para Lyoto Machida por nocaute

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Cézar Mutante venceu Karl Roberson por finalização

Peso pesado: Alexey Oleynik derrotou Júnior Albini por finalização

Peso leve: Davi Ramos venceu Nick Hein por finalização

Peso meio médio: Elizeu Capoeira derrotou Sean Strickland por nocaute

Peso meio médio: Warlley Alves venceu Sultan Aliev por nocaute técnico 

Peso médio: Thales Leites perdeu para Jack Hermansson por nocaute técnico

Peso meio médio: Alberto Miná perdeu para Ramazan Emeev por decisão unânime 

Peso médio: Markus Maluko venceu James Bochnovic por finalização

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.