Jeff Bottari/USA Today Sports
Jeff Bottari/USA Today Sports

Amanda Nunes não descarta aposentadoria: 'Já conquistei tudo o que eu queria'

Combate contra Felicia Spencer no UFC 250 pode ter sido o último da brasileira

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2020 | 18h47

Dona de dois cinturões do UFC e com marcas históricas em seu currículo, Amanda Nunes revelou em entrevista à TV Globo que a vitória sobre Felicia Spencer no UFC 250 pode ter sido o último combate de sua carreira. Isso porque ela "já conquistou tudo o que queria".

"Estou muito feliz, realizada com tudo isso. Com todo o meu esforço, junto com todas as pessoas que acreditaram em mim, consegui mudar a minha vida, a vida da minha família", disse Amanda, que já havia declarado o seu retorno ao octógono apenas em 2021, pois logo deve se dedicar a vida de mãe com Nina Ansaroff. A noiva da brasileira está grávida do primeiro filho do casal.

"Já conquistei tudo que eu queria. Estou bem, posso seguir minha vida. Talvez uma nova etapa, talvez achar novos talentos, ajudar novas meninas, ser coach", explica a lutadora. "Estou em um momento em que eu posso sim me aposentar. E estou em um momento em que posso lutar, estou bem. Não tem o que fazer agora na categoria".

Somando 11 vitórias consecutivas e sem perder desde 2014, Amanda se tornou a primeira atleta, independentemente do gênero, a conseguir defender dois títulos simultaneamente. Segundo a brasileira, se ela parar de lutar agora deve receber apoio da organização. "O UFC vai dar todo o suporte que eu preciso para eu continuar tendo meu dinheiro, com trabalho", afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.