AP Photo/Frank Franklin II
AP Photo/Frank Franklin II

Anderson Silva volta a vencer no UFC após 4 anos

'Spider' derrotou o americano Derick Brunson no UFC 208, em Nova York, na noite deste sábado, 11

O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2017 | 07h33

Considerado por muitos o maior lutador de MMA de todos os tempos, Anderson Silva, 41, encerrou um longo jejum de mais de quatro anos sem vitória no UFC na madrugada deste domingo, 12, ao derrotar o norte-americano Derek Brunson, em Nova York. Silva ganhou por decisão unânime dos juízes.

O brasileiro se manteve no centro do octógono na maior parte do combate e tomou as principais iniciativas. Contrariando seu estilo agressivo, Brunson começou o combate esperando as ações do adversário e logo partiu para a estratégia de levar a luta para o solo, já que o brasileiro mostrou-se superior na trocação.

Se o primeiro round foi o mais equilibrado, Anderson Silva se soltou no segundo, com direito a ginga de capoeira e guarda-baixa, estilo já característico do "Spider". No terceiro e derradeiro round, a estratégia de Brunson de levar a luta para o solo finalmente deu certo, porém já era tarde. Praticamente no último minuto de luta o norte-americano ficou por cima do brasileiro, mas foi pouco produtivo e não conseguiu o nocaute ou finalização. 

Esta foi a primeira vitória do ex-campeão do peso médio desde as duas derrotas seguidas para Chris Weidman. A última vitória foi contra Stephan Bonnar em outubro de 2012, quando ainda defendia o título da categoria.

Mais conteúdo sobre:
Anderson Silva UFC Nova York MMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.