Anderson Silva posta fotos de armas e gera polêmica em rede social

'Não comprei arma para matar ninguém', esclareceu o Spider, que vive no Estados Unidos, onde é permitido

O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2015 | 11h06

Anderson Silva, que vive nos Estados Unidos, causou polêmica entre fãs ao postar foto de duas armas em uma rede social. "Brinquedinho novo pra ter em casa só que estas não são de paintball, muito menos de brinquedo!!!", escreveu o Spider em sua conta no Instagram. A postagem, no entanto, dividiu os seguidores lutador de UFC, que respondeu algumas críticas que recebeu em um tom de desabafo.

"Não comprei arma para matar ninguém, muito menos pensando em qualquer tipo de violência, estou num país onde posso ter e praticar tiro. Tenho curso e faço reciclagem de três em três meses. Gosto de arma e gosto de atirar por esporte. Infelizmente no nosso país, as leis são diferentes, elas existem, mas não são cumpridas da maneira correta", escreveu o Spider.

"Desculpa o desabafo, mas cada um tem seu ponto de vista. Aqui nos EUA, eu tenho meus direitos e responsabilidades como cidadão e posso sim portar uma arma para praticar um dos esportes que gosto e admiro”, completou.

Após ser condenado por um ano de suspensão por uso de doping no UFC, Anderson Silva ensaia um retorno ao octogono. O lutador disse que poderá voltar em abril de 2016 - sua suspensão termina em fevereiro. "Devo lutar em Curitiba em abril, no mesmo card de Fabrício Werdum x Cain Velásquez. Acho que meu oponente será Michael Bisping. Não me lembro direito. Acho que é ele..."  Essa luta aconteceria em Curitiba, mas o UFC não confirma que fará um evento na capital paranaense.


Tudo o que sabemos sobre:
Anderson SilvaMMAUFCporte de armas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.