LE Baskow/AP
LE Baskow/AP

Anderson Silva quebra silêncio e nega doping pela primeira vez

Lutador brasileiro diz que nunca foi 'trapaceiro' e nega que tenha feito uso de susbtâncias proibidas para melhorar sua performance

O Estado de S. Paulo

20 de fevereiro de 2015 | 07h14

Depois de um longo período de silêncio, Anderson Silva se pronunciou sobre o caso de doping em sua conta no Instagram nesta sexta-feira. Em português e inglês, o lutador brasileiro do UFC nega que seja "trapaceiro" e que tenha feito uso de substâncias proibidas para melhorar sua performance nas lutas. Spider ainda destaca que aguarda a análise dos médicos e especialistas: "Busco a verdade tanto quanto todos que se surpreenderam com os resultados divulgados."

Anderson Silva foi flagrado no exame antidoping pelo uso de dois esteroides anabolizantes (drostanolona e androsterona) em exame surpresa realizado dia 9 de janeiro. A sua situação ficou ainda mais complicada quando foi anunciado que o teste no dia da luta com Nick Diaz também deu positivo para uma terceira substância, a benzodiazepina, que inibe a ansiedade.

Na última terça-feira, Anderson Silva não compareceu à audiência da Comissão Atlética de Nevada, nos Estados Unidos e apenas ouviu o pronunciamento por telefone. A entidade decidiu suspendê-lo temporariamente até seu julgamento, marcado para março. O brasileiro pode ser afastado dos octógonos de nove meses a dois anos pelo caso de doping.

" SRC="/CMS/ICONS/MM.PNG" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

CONFIRA O TEXTO DE ANDERSON SILVA

Não falarei nada sobre quem sou ou que fiz e passei até chegar aqui.

O que me importa agora é o respeito dos que me acompanharam até este momento da minha carreira.

Sangrei, sofri e lutei porque amo e porque sempre quis honrar e defender a bandeira do país que tanto amo.

Não sei do que me desculpar, pois ainda aguardo o resultado dos exames e a análise dos médicos e especialistas que trabalham para revelar a verdade.

Todos os remédios que tomei desde a minha fratura estão sendo analisados. Busco a verdade tanto quanto todos que se surpreenderam com os resultados divulgados.

Em dezoito anos de carreira, nunca tive problemas com exames. Sempre joguei limpo. Nunca fui trapaceiro.

Dentro e fora do octógono jamais vacilei no respeito aos princípios que sempre me pautaram. Com muita honra e dignidade defendi meu País onde quer que lutei.

Nunca usei qualquer substância para aumentar minha performance nas lutas.

Amo o que faço e jamais poria em risco o que levei tanto tempo para construir.

Acho injusta a pressa que alguns têm em me condenar.

O tempo que se leva para destruir uma reputação é infinitamente menor do que aquele empenhado em construí-la.

Sou o maior interessado no esclarecimento desse episódio. Quero que os que sempre me prestigiaram saibam que continuo lutando para que todas as sombras sobre esse triste episódio sejam dissipadas.

Tudo o que sabemos sobre:
UFCdopingAnderson SilvaMMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.