Jeff Bottari / Zuffa LLC
Jeff Bottari / Zuffa LLC

Anderson Silva é nocauteado por Uriah Hall em sua luta de despedida do MMA após longo reinado

Considerado um dos maiores ícones do esporte, ex-campeão dos médios perdeu pela 11ª vez

Andreza Galdeano e Luis Filipe Santos, O Estado de S. Paulo

31 de outubro de 2020 | 23h01

Anderson Silva entrou no octógono do UFC na noite deste sábado, dia 31, para sua última luta. E sofreu um nocaute técnico de Uriah Hall no quarto round do combate. Considerado um dos maiores ícones do esporte, o ex-campeão dos médios perdeu pela 11ª vez em cartel de 34 vitórias, além de um No Contest (sem resultado). A maioria de suas derrotas veio nos últimos anos, já sinalizando que se aproximava da aposentadoria. Com as atenções voltadas para o seu último ato como atleta, ele iniciou uma luta equilibrada com Uriah Hall nos primeiros assaltos.

Mas logo no fim do terceiro round, Anderson por pouco escapou de um nocaute. Na quarta etapa da luta, o sonho de encerrar a carreira com mais uma vitória chegou ao fim. O nocaute ocorreu quando Uriah Hall disparou um cruzado de direita andando para trás - justamente como Spider fez tantas vezes na carreira - e derrubou o brasileiro. Na sequência, o jamaicano acertou mais golpes até que o árbitro Herb Dean desse a luta por encerrada, aos 1min e 14s do quarto round. Anderson estava no chão se se agarrou à perna do árbitro.

Ao fim da luta, muita emoção dos seguidores do UFC. E não somente de Anderson Silva. Uriah Hall chorou copiosamente, abraçou o adversário e até foi consolado por ele. "Eu te amo... Eu peço tantas desculpas", disse o vencedor da luta, em sina de respeito à carreira do rival.

Anderson Silva ainda ficou alguns minutos sozinho dentro do octógono antes de conceder entrevista. Ao comentar sobre ser um momento de despedida, voltou a deixar o seu futuro em aberto. "Não sei… É difícil dizer se esta é minha última vez ou não, porque isso é o meu ar. Fiz isso a vida inteira com meu coração. Vamos ver..." Ele sabia, no entanto, que terminaria ali uma das carreiras mais vitoriosas e bonitas do UFC. A própria organização deixou isso bem claro.

RESUMO DA LUTA

O combate começou lento, com os dois lutadores buscando um caminho para desferir golpes. Uriah Hall demonstrou respeito ao brasileiro desde a entrada no octógono. Com o passar do tempo, o ritmo chegou a aumentar, deixando o primeiro assalto equibilibrado entre eles. Na pontuação dos árbitros, vitória para Anderson Silva.

Já no segundo round, Spider chegou a atacar o adversário com uma sequência de chutes baixos e até um rodado. A movimentação entre os dois aumentou, mas foram poucos golpes. Dois juízes deram vitória para Uriah Hall e outro deu para Anderson.

Partindo para a terceira etapa, Anderson Silva chegou a ficar em vantagem ao dominar o centro do octógono, mas sofreu um cruzado de direita e uma série de socos no chão, indefeso. Ele foi salvo pelo tempo. Pontos para o jamaicano. No quarto round, o nome de Uriah Hall entrou para a história. Ele atacou Anderson, o levou para o chão e encerrou a luta com um nocaute técnico. 

FIM DE UMA ERA?

O UFC promoveu a luta de Anderson como a última de sua carreira. Caso anuncie a aposentadoria, o brasileiro encerra sua história com a organização somandos vitórias inesquecíveis sobre nomes como Vitor Belfort, Chael Sonnen e Forrest Griffin, além de recordes.  Entre os seus principais feito está o reinado mais longo de todos os campeões da organização - ostentou o título da categoria peso-médio por quase sete anos, entre outubro de 2006 e julho 2013.

RESULTADOS

CARD PRINCIPAL

Uriah Hall nocauteou Anderson Silva a 1:24 do 4º round 

Bryce Mitchell venceu Andre Fili por decisão unânime dos juízes 

Greg Hardy nocauteou Maurice Greene a 1:12 do 2º round 

Kevin Holland nocauteou Charlie Ontiveros aos 2:39 do 1º round

Thiago Moises venceu Bobby Green na decisão unânime dos juízes

CARD PRELIMINAR

Alexander Hernandez nocauteou Chris Gruetzemacher a 1:46 do 1º round

Adrian Yanez nocauteou Victor Rodriguez aos 2:46 do 1º round 

Sean Strickland venceu Jack Marshman na decisão unânime dos juízes 

Jason Witt finalizou Cole Williams aos 2:10 do 2º round 

Dustin Jacoby nocauteou Justin Ledet aos 2:38 do 1º round

Miles Johns nocauteou Kevin Natividad a 1:47 do 3º round

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.