Após doping, Sonnen anuncia aposentadoria aos 37 anos

Lutador diz que está fazendo tratamento contra infertilidade

O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2014 | 23h54

Flagrado em exame antidoping na última terça-feira, o americano Chael Sonnen anunciou sua aposentadoria do MMA nesta quarta, aos 37 anos. O tricampeão mundial foi submetido a um exame surpresa que deu resultado positivo para as substâncias anastrozol e clomifeno, cujo uso é proibido pela Comissão Atlética de Nevada (NSAC). Isso fez com que o lutador fosse excluído do UFC 175, no qual ele enfrentaria o brasileiro Vitor Belfort.

Sonnen justificou o uso de tais drogas como parte de um tratamento para infertilidade. "Tenho que colocar minha família em primeiro lugar. Se que o tratamento vai funcionar e serei capaz de engravidar minha mulher. Portanto, vou fazer a mesma coisa outras 20 vezes, o que vai me colocar na berlinda mais 20 vezes. Vou me afastar", disse o lutador em pronunciamento no canal americano Fox Sports 1.

O tricampeão mundial também aproveitou pra mostrar gratidão a Anderson Silva. "Quero agradecer a todos os oponentes que eu já tive. Eu não poderia ter chegado onde cheguei sem esse meu 'parceiro de dança', Anderson Silva. Obrigado pela oportunidade, obrigado pelas memórias e obrigado pelo convite para o churrasco, mesmo que eu não tenha levado a sério", brincou.

Com Sonnen fora do UFC 175 e na ausência de um oponente à altura, Vitor Belfort também foi removido do card.

Tudo o que sabemos sobre:
UFCChael Sonnen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.