Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Após sofrer nocaute espetacular de Lyoto, Vitor Belfort anuncia aposentadoria

Lutador cai após chute frontal que já havia sido usado por Anderson Silva em 2011, no UFC 126

Andreza Galdeano/ Rio, O Estado de S.Paulo

13 Maio 2018 | 00h09

Abrindo o card principal do UFC Rio, Vitor Belfort e Lyoto Machida foram protagonistas de mais uma cena inédita dentro do octógono na noite deste sábado. Em casa, o carioca foi vítima de um nocaute espetacular e confirmou sua aposentadoria.

+ Elizeu Capoeira brilha com nocaute incrível no card preliminar do UFC 224, no Rio

Com a torcida do seu lado, Belfort foi incentivado desde o início do combate. Com poucas emoções, os veteranos sentiram o clima do evento ao receber vaias por parte da torcida que marcou presença no local. No segundo assalto, os fãs entoaram o nome de Belfort pedindo a vitória, mas o ídolo viu Lyoto acertar um chute em seu queixo e "apagou" dentro da Jeunesse Arena. Justamente em um tipo de chute frontal que já havia sido usado por Anderson Silva em 2011, no UFC 126.

 

Com a vitória, Machida ganhou o público e pediu respeito para o compatriota. "Muito respeito ao nosso Vitor Belfort. Ele fez muito pelo nosso esporte", disse após a luta. "Não podemos dizer que um é melhor do que o outro. Hoje eu fui melhor do que ele e conquistei essa vitória", completou.

Ainda abatido, Belfort poupou palavras e agradeceu a presença dos fãs. "Quero agradecer o carinho de vocês, tem sido maravilho. Não tenho palavras", afirmou. Aos 41 anos, ele deixa o MMA anotando 26 vitórias e com dois cinturões do UFC, dos pesados e dos meio-pesados.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.