Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Barão quer esquecer desistência: 'Temos de virar aquela página'

Após passar mal antes do UFC 177, lutador brasileiro encara Mitch Gagnon, pelo UFC Fight Night Combatei, no próximo sábado

Vanderson Pimentel, O Estado de S. Paulo

18 de dezembro de 2014 | 16h07

Após passar mal em tentativa de baixar o peso e ser descartado de última hora do UFC 177, em que tentaria recuperar o cinturão do peso galo contra TJ Dillashaw, Renan Barão foi muito criticado pela imprensa e também pelo presidente do evento, Dana White. Recuperado, o brasileiro disse, depois de treino livre realizado na Allianz Parque nesta quinta-feira, que a luta contra Mitch Gagnon, pelo UFC Fight Night Combatei, no próximo sábado, será diferente.

"Nunca é fácil (perder peso), mas eu estou mais tranquilo. Estou bem, acho que aquilo é passado, temos que virar aquela página", disse o potiguar, que prometeu não cortar o cabelo, ritual frequente em suas passadas lutas para ajudar a bater a pesagem. "Agora vai ser estilo samurai", brincou.

Sem lutar desde maio, quando perdeu o cinturão para Dillashaw após ser nocauteado no quinto round, Barão entende que não há pressão e que não se deve menosprezar Gagnon, décimo quarto no ranking da categoria. "Eu não ligo muito para o ranking. Eu treino sempre para lutar com o melhor do mundo. Ele não é muito conhecido, mas é um cara duro, que vem de grandes finalizações, mas eu estou preparado para tudo. Estou muito bem e confiante na vitória", disse.


CINTURÃO

Mesmo decepcionando parte da torcida nos dois últimos eventos em que era protagonista, Barão ainda é o primeiro da fila no ranking do peso galo. No entanto, o próximo adversário de Dillashaw deve ser Dominick Cruz, que se recuperou de lesões. Para o brasileiro, quem vier deverá ser batido. "Não há torcida especial, eu quero lutar com quem tiver o cinturão. Acho que será uma grande luta, os dois atletas são duros", disse, revelando que acha Cruz mais preparado.

Apesar disso, o potiguar quer manter o foco e por enquanto, gastar seus pensamentos na luta do próximo sábado, que acontece no Ginásio José Corrêa, em Barueri. "Depois dessa luta vou para casa, descansar e quando me chamarem, estarei preparado para dar o meu melhor. Temos que pensar em uma coisa de cada vez. Primeiro estou pensando nessa luta e estou focado nela."

Tudo o que sabemos sobre:
UFCMMARenan Barão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.