Wander Roberto/Top Rank
Robson Conceição, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio, migrou para o boxe profissional. Wander Roberto/Top Rank

Boxe reconquista confiança e volta com prestígio à televisão brasileira

Evento que chama atenção é o 'Boxing For You', que tem como objetivo lançar novos talentos

Wilson Baldini Jr., O Estado de S. Paulo

08 de julho de 2017 | 07h00

A conquista recente de medalhas olímpicas, o surgimento de novos talentos e a realização de eventos nacionais com credibilidade fizeram com que a TV brasileira recolocasse o boxe em sua grade de programação. Para os fãs brasileiros da nobre arte ficou mais fácil ver as principais lutas da atualidade, pois são constantes as transmissões ao vivo na telinha.

Aos poucos, o boxe vem "nocauteando" a falta de confiança que as empresas de comunicação do País tinham em seus eventos, graças às falcatruas feitas principalmente nos anos 90, quando até um lutador medíocre chegou a ser apresentado em uma programação no nordeste como sendo um ex-campeão mundial.

As atuações de Robson Conceição, Esquiva e Yamaguchi Falcão, Patrick Teixeira, Everton Lopes e Wiliam Silva ganham espaço cada vez maior na principal mídia e dividem as atenções com astros consagrados como Manny Pacquiao, Saúl Canelo Álvarez, Gennady GGG Golovkin e Anthony Joshua.

Quase todo fim de semana é possível acompanhar os grandes duelos pugilísticos. SporTV possui contrato com a Top Rank, empresa do lendário Bob Arum. ESPN Brasil passa lutas da Golden Boy Promotions, de Oscar De La Hoya, enquanto o FOX Sports tem direito dos eventos da PBC, do polêmico Al Haymon. O Esporte Interativo busca combates principalmente na Inglaterra, sempre com boa audiência. Já o Band Sports tenta patrocinadores para intensificar as transmissões.

"O boxe no Brasil está dando sinais de reação. Aos poucos estamos recebendo mais ofertas de eventos internacionais e algumas propostas de lutas nacionais", disse Denis Gavazzi, gerente de jornalismo da BandSports. "Acho, talvez, que com os novos nomes do boxe brasileiro que apareceram para o grande público nos Jogos Olímpicos, Robson Conceição e Esquiva Falcão, foi retomado o interesse pelo esporte e as pessoas que já gostavam de boxe voltaram a procurar informações e noites de transmissão. Tenho visto com bons olhos as possibilidades que estão chegando."

O evento que mais tem chamado a atenção é o Boxing For You, que tem como objetivo lançar novos talentos. "Trabalhamos com paciência e investimento. Esperamos ter grandes resultados em um prazo de três a cinco anos", disse Sergio Batarelli, idealizador do evento, e representante da Top Rank no Brasil. "Fazemos lutas equilibradas. Queremos formar atletas com carreiras sólidas para que eles tenham condição de sucesso no momento certo."

O Boxing For You teve início este ano e já conta com três eventos. O investimento dos patrocinadores, segundo Batarelli, atingiu R$ 400 mil. As duas primeiras edições foram transmitidas pelo canal BandSports e o último, no início do mês pelo SporTV. Todas as programações foram em Sorocaba. "Nossa intenção é fazer no mínimo mais um evento este ano e outros oito em 2018."

Segundo Batarelli, o Boxing For You teve 2,7 milhões de espectadores no primeiro evento em janeiro, somou 2,8 milhões em abril e ultrapassou os 5 milhões no terceiro programa, superando a audiência do futebol da Série B na Rede TV!.

Muitos eventos ainda estão por vir no segundo semestre. Entre eles, a luta do multicampeão Manny Pacquiao (dia 1º de julho), o superduelo Canelo x GGG (dia 16 de setembro) e até o bizarro encontro entre Floyd Mayweather e Conor McGregor, em 26 de agosto. É hora dos canais esportivos brasileiros iniciarem a sua disputa.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Brasil tem a geração mais promissora na luta por título no boxe

Irmãos Esquiva e Yamaguchi Falcão têm condições de virar desafiantes ao cinturão

Wilson Baldini Jr., O Estado de S. Paulo

08 de julho de 2017 | 07h00

O boxe brasileiro não tem um campeão mundial há dez anos desde a derrota de Acelino Popó Freitas, que perdeu para o norte-americano Juan Diaz. Ao mesmo tempo, o esporte que já teve o inigualável Eder Jofre nunca esteve com tantos representantes em condições de buscar um cinturão.

Os irmãos Esquiva e Yamaguchi Falcão, medalhistas de prata e bronze na Olimpíada de Londres-2012, são os representantes nacionais com mais condições de disputar um título em médio prazo. Os dois estão invictos. Yamaguchi, que soma 13 vitórias, é o 20.º colocado no ranking dos pesos médios do Conselho Mundial de Boxe. Teoricamente, com mais duas ou três vitórias importantes poderá se aproximar das primeiras colocações e se tornar um desafiante do campeão mundial.

Seu irmão mais novo, Esquiva, já chegou a ocupar o 15.º lugar entre os médios da Federação Internacional de Boxe. Caiu na lista, mas poderá retornar em caso de um novo triunfo dia 5 de agosto, na Califórnia. Também precisa de embates significativos para se credenciar a enfrentar os melhores.

Os dois têm as carreiras administradas pela empresa Top Rank, de Bob Arum, assim como William Silva, que perdeu pela primeira vez após 23 vitórias em fevereiro do ano passado. Seu adversário foi o porto-riquenho Felix Verdejo, um dos astros da categoria dos leves. Ele pode retornar aos ringues ainda este ano.

Robson Conceição, campeão olímpico ano passado no Rio, soma três vitórias. Sua carreira entre os pesos superpenas vem sendo tratada com muito carinho pela Top Rank. Ele volta a lutar em 21 de julho, em Porto Rico.

Patrick Teixeira, que tem contrato com a Golden Boy Promotions, de Oscar De La Hoya, treina há dois meses em Las Vegas para a luta de 29 de julho. O paranaense chegou perto de uma disputa de título, mas acabou derrotado pelo norte-americano Curtis Stevens, em maio do ano passado.

Everton Lopes, campeão mundial amador em 2011, se recupera de lesões nos dois braços e deve voltar a lutar ainda este ano. O baiano é apontado como um dos boxeadores mais técnicos entre os leves.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.