Wander Roberto/Inovafoto
Wander Roberto/Inovafoto

Brasileiros dominam card preliminar do UFC em Barueri

Dos seis lutadores nacionais, Miranda, Issa, Dias, Moicano e Pezão ganham na noite deste sábado; somente Marcio Lyoto é derrotado

Rafael Fiuza e Vanderson Pimentel, O Estado de S. Paulo

21 de dezembro de 2014 | 01h05

O card preliminar do UFC Night Combate, realizado em Barueri neste sábado foi recheado de vitórias brasileiras, que levaram os torcedores no Ginásio José Corrêa ao delírio. Dos seis lutadores brasileiros, Vitor Miranda, Leandro Issa, Hacran Dias, Renato Moicano e Marcos Pezão ganharam seus duelos, e quatro sendo por nocautes. Apenas Marcio Lyoto acabou derrotado dentre os combatentes nacionais das primeiros combates do evento.

Marcos Pezão x Igor Pokrajac - Peso meio pesado

Em sua segunda luta pelo UFC, Marcos Rogério Pezão levou mais uma vez os brasileiros ao delírio após nocautear Igor Pokrajac ainda no primeiro round. Logo de cara, os dois lutadores do meio pesados foram para cima um do outro. No entanto, a maior parte da luta ficou amarrada com o croata tentando aplicar o seu wrestling, bem controlado pelo brasileiro. Após separação do árbitro, para aplausos dos torcedores, Pokrajac encaixou um bom jab, contra-atacado por Pezão com um cruzado de esquerda e direita e um chute alto levando o adversário à lona. Mesmo defendendo uma sequência de socos, Fernando Yamasaki paralisou a luta a 1m59s do primeiro round.

Tom Niinimaki x Renato Moicano - Peso galo

Renato Moicano começou com o pé direito no UFC. Em sua estreia pelo evento substituindo o lesionado Rony Jason, o brasileiro derrotou Tom Niinimaki por finalização no segundo round. A primeira parte do duelo foi realizado em pé em seus cinco minutos. Especialista em muay thai, Moicano teve controle da luta e fez boas combinações de jabs, diretos e chutes altos. Nas poucas vezes em que tentou ir para cima, Niinimaki foi sempre pego pelo brasileiro no contra-ataque. O segundo round seguia com o brasileiro tendo o maior controle, até que após um cruzado de esquerda, Moicano colocou o finlandês no chão e encaixou um mata-leão, que fez o europeu bater aos 3m30s e ser derrotado pela terceira vez em suas três lutas pelo UFC.

Darren Elkins x Hacran Dias - Peso pena

Hacran Dias não deu chance para o azar e derrotou Darren Elkins por decisão unânime (29-28, 29-29 e 30-27). Melhor nos dois primeiros rounds, o brasileiro foi melhor na trocação, e no chão, conseguiu ficar a maior parte do tempo por cima de Elkins, que tentava se sair nos contra-ataques. Dias tentou encaixar socos no rosto, defendido com eficiência pelo norte-americano. Precisando vencer o terceiro round, Elkins partiu para cima desde o início. Hacran conseguiu se defender e mais preocupado em administrar a luta, levou o seu adversário para o chão. Porém, Elkins surpreendeu, ficou a maior parte do tempo por cima e quase acertou um mata-leão, defendido por Hacran, que chegou a sua vigésima quarta vitória no MMA.

Leandro Issa x Ulka Sasaki - Peso galo

Na terceira luta da noite, Leandro Issa usou sua especialização no jiu-jitsu para finalizar Ulka Sasaki no segundo round pelo peso galo. Após um começo acertando bons socos no japonês, o brasileiro levou a luta para o chão, em que se manteve soberano frente ao adversário. No segundo round, "Brodinho" foi surpreendido por Sasaki, que eo pegou em um triângulo de mão. Após grande esforço, o brasileiro saiu da posição e fez nova montaria sobre o japonês. Ao deixá-lo de costas, Issa acertou um mata-leão e o japonês bateu aos 4m13s.

Marcio Lyoto x Tim Means - Peso meio médio

Marcio "Lyoto" Alexandre Jr. não conseguiu ter um bom desempenho. O brasileiro, pupilo do lutador que faz o principal combate da noite, foi derrotado por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28) por Tim Means pelos meio médios. O norte-americano aproveitou sua maior envergadura para bater em Marcio. A principal polêmica ocorreu no segundo round, quando o visitante acertou uma joelhada irregular no brasileiro, que até tentou responder à altura, mas foi colocado para baixo. Nos cinco últimos minutos, cansado, o vice-campeão do TUF Brasil 3 pelos médios apenas se preocupar em sair do alcance de Means, que ainda assim conseguiu castigar o rosto de Lyoto e provocar a torcida após o fim do combate.

Vitor Miranda x Jake Collier - Peso médio

Na primeira luta do evento, válida pelos pesos médios, Vitor Miranda mostrou porque o brasileiro é conhecido por nunca desistir em nocaute técnico sobre Jake Collier. O norte-americano começou o confronto melhor e após a luta ficar na trocação no primeiro minuto, Collier levou o combate para o chão, ficando por cima na maior parte do tempo. Faltando 20 segundo para o fim dos primeiros cinco minutos, Lex Luthor acertou um chute na cabeça do seu oponente com a perna esquerda, seguido de socos e venceu o duelo nos últimos segundos.

Tudo o que sabemos sobre:
UFCUFC Fight NightCard Preliminar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.