William Lucas/Divulgação
William Lucas/Divulgação

Cambistas agem livremente no Maracanãzinho

Vendedores negociam os bilhetes de arquibancadas, esgotados há cerca de dois meses, por valores entre R$200, 00 e R$250,00

Ronald Lincoln Jr. , O Estado de S. Paulo

25 de outubro de 2014 | 23h05

O UFC 179 no Rio foi iniciado às 21 horas deste sábado com o card preliminar. Contudo, a luta principal do evento será entre o brasileiro José Aldo e o americano Chad Mendes e está marcada para a madrugada deste domingo, por volta de 2 horas. Por isso, boa parte dos fãs que vão assistir o combate deixaram para chegar mais tarde ao ginásio do Maracanãzinho provocando longas filas. Além disso, cambistas agem livremente no entorno do local.

Por volta de 22 horas, do lado de fora do ginásio, centenas de torcedores faziam grandes filas para entrar, chegavam a até 100 metros do portão. Ainda está ocorrendo a venda de ingressos, mas apenas para os assentos mais privilegiados, estes com preços que variam entre R$900,00 e R$1.600,00.

Com isso, dezenas cambistas se aproveitam para tentar vender ingressos de arquibancada, por preços mais acessíveis. Eles ofereciam ingressos, alguns aos gritos outros mais discretos, ao lado de guardas municipais, que nada faziam para coibi-los. A reportagem foi abordada por diversos deles que negociam os bilhetes por valores entre R$200, 00 e R$250,00, enquanto pelos canais de venda oficiais os ingressos desta categoria foram vendidos por valores entre R$140,00 e R$190,00, mas foram esgotado há cerca de dois meses.

Tudo o que sabemos sobre:
UFCJosé AldoChad Mendescambistas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.