Toru Hanai/Reuters
Toru Hanai/Reuters

CAS eleva para 2 anos suspensão de lutador russo campeão europeu em 2016

Anzor Boltukaev, campeão continental de luta olímpica, já cumpriu dez meses da pena anterior

Estadão Conteúdo

13 Setembro 2018 | 19h14

A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) aceitou um pedido da Agência Mundial Antidoping (Wada) para aumentar a punição por doping do russo Anzor Boltukaev, campeão europeu de luta olímpica em 2016, de dez meses para dois anos.

A Wada considerava a pena anterior muito branda e agora teve êxito no seu recurso. O atleta já cumpriu dez meses e, desta forma, terá condições de disputar uma vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, mesmo com a elevação da sua pena.

Boltukaev disputou o Campeonato Europeu em 2017, mas foi destituído de sua medalha de prata depois de testar positivo para a substância proibida higenamina, que é encontrada em alguns suplementos alimentares.

Riza Yildirim, da Turquia, ganhou o ouro naquela oportunidade. Com a punição de Boltukaev, Alexandre Hushtyn, da Bielorrússia, e Elizbar Odikadze, da Geórgia, foram elevados à medalha de prata e bronze, respectivamente, na competição europeia do ano passado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.