Jeffrey T. Barnes/AP
Jeffrey T. Barnes/AP

Cormier finaliza Johnson, 'aposenta' rival e mantém cinturão no UFC

Meio-pesado confirma favoritismo no 2º round e vence rival pela segunda vez na carreira

Estadão Conteudo

09 de abril de 2017 | 09h50

O meio-pesado Daniel Cormier confirmou o favoritismo, derrotou Anthony Johnson e manteve o cinturão da categoria no UFC 210, realizado na noite de sábado. O norte-americano finalizou o compatriota no segundo round da luta disputada na cidade de Buffalo e comemorou a manutenção do título.

Depois de um primeiro round pouco movimentado, em que Johnson pareceu tentar administrar a luta, Cormier voltou melhor para o segundo assalto, conseguiu a queda e o espaço necessário para finalizar o adversário no mata-leão.

Esta foi a segunda vez que Cormier venceu Johnson por finalização, sendo que a outra aconteceu em maio de 2015. Na ocasião, o lutador conquistou o cinturão dos meio-pesados, que estava vago graças ao doping do então campeão Jon Jones.

Apesar do triunfo de Cormier, quem roubou a cena após o combate foi Johnson, que anunciou a aposentadoria. "Isso é algo que tenho que fazer por mim. Amo vocês, mas esta é minha última luta. Não falei para o Dana White, minha família, ninguém. Não queria nenhuma distração. Só tenho a agradecer tudo que vocês fizeram por mim", declarou.

Nas outras lutas do card principal do UFC 210, destaque para as vitórias de dois brasileiros. Thiago Pitbull derrotou Patrick Côté por decisão unânime na categoria meio-médio. Já Charles do Bronx dominou o combate diante de Will Brooks entre os leves e finalizou com mata-leão.


Confira os resultados do UFC 210, em Buffalo:

Daniel Cormier venceu Anthony Johnson por finalização (mata-leão) aos 3m37s do 2º round;

Gegard Mousasi venceu Chris Weidman por nocaute técnico aos 3m13s do 2º round;

Cynthia Calvillo venceu Pearl Gonzalez por finalização (mata-leão) aos 3m45s do 3º round;

Thiago Alves venceu Patrick Cote por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27);

Charles Oliveira venceu Will Brooks por finalização (mata-leão) aos 2m30s do 1º round;

Myles Jury venceu Mike De La Torre por nocaute técnico aos 3m30s do 1º round;

Kamaru Usman venceu Sean Strickland por decisão unânime (30-27, 30-26, 30-26);

Shane Burgos venceu Charles Rosa por nocaute técnico a 1m59s do 3º round;

Patrick Cummins venceu Jan Blachowicz por decisão majoritária (29-28, 29-28, 28-28);

Gregor Gillespie venceu Andrew Holbrook por nocaute aos 21s do 1º round;

Desmond Green venceu Josh Emmett por decisão dividida (29-28, 28-29, 30-27);

Katlyn Chookagian venceu Irene Aldana por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28);

Magomed Bibulatov venceu Jenel Lausa por decisão unânime (29-26, 29-26, 29-26).

Tudo o que sabemos sobre:
MMAMMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.