Divulgação/Federação Internacional de Judô
Divulgação/Federação Internacional de Judô

Eduardo Yudi fatura o bronze no Grand Prix de Túnis de Judô

Judoca ficou com a medalha de bronze na categoria meio-médio após derrotar japonês Yuji Yamamoto

Estadão Conteúdo

20 Janeiro 2018 | 17h18

O judô brasileiro voltou a subir ao pódio do Grand Prix de Túnis neste sábado. Um dia após a meio-leve (52kg) Jéssica Pereira faturar o ouro, Eduardo Yudi (até 81kg) ficou com o bronze na categoria meio-médio após derrotar o japonês Yuji Yamamoto na luta que valia a medalha.

+ Tudo sobre esportes

Décimo colocado no ranking mundial, Eduardo Yudi estreou neste sábado na Tunísia com vitória por ippon sobre o turco Ilker Gulduren. Na sequência, porém, pelas quartas De final, foi batido ao levar um ippon do russo Stanislav Semenov no golden score, o que o mandou para a repescagem.

Eduardo Yudi, então, se manteve vivo na disputa em Túnis ao derrotar o australiano Eoin Coughlan por ippon. E, na luta que lhe rendeu a medalha de bronze, superou o japonês Yamamoto graças a um wazari.

Os outros três judocas que representaram o País neste sábado em Túnis não foram bem, sendo eliminados logo na primeira luta. Yanka Pascoalino (até 63kg) caiu para a russa Iana Poliakova, Lincoln Neves (até 73kg) perdeu para o iraniano Mohammadi Mohammad e Ellen Santana (até 70kg) foi batida pela suíça Alina Lengweiller.

Neste domingo, no último dia do Grand Prix de Túnis, o Brasil será representado por três judocas: Beatriz Souza, na categoria acima de 78kg, Rafael Macedo, na até 90kg, e Leonardo Gonçalves, na até 100kg.

Mais conteúdo sobre:
Judô Judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.