Em combate acirrado, Junior Cigano derrota Stipe Miocic pelo UFC

Brasileiro teve dificuldades, mas vitória foi conquistada por decisão unânime; Rafael dos Anjos também ganha e deve disputar cinturão

O Estado de S. Paulo

14 de dezembro de 2014 | 11h01

Foi mais difícil do que o esperado, mas Junior dos Santos conseguiu vencer Stipe Miocic no UFC Fight Night deste sábado. Após um ano e dois meses afastado dos octógonos, o brasileiro bateu o norte-americano por decisão unânime (48 a 47, 49 a 46 e 49 a 46) após cinco rounds bastante disputados em Phoenix, nos Estados Unidos.

Apesar da luta ter sido válida pelos pesos pesados, o que se viu no US Arways Center foi um confronto emocionante do início ao fim. Especialistas em boxe, o brasileiro e o norte-americano priorizaram seus pontos fortes e fizeram um combate bastante aberto e com muita movimentação. Ciente de sua especialidade no boxe, Cigano encaixou os melhores golpes, que eram respondidos por Miocic também na trocação ou com quedas, que eram defendidas com eficiência por Junior.

Com a vitória, Junior dos Santos se coloca novamente como um dos postulantes a disputar o cinturão dos pesos pesados. Antes porém, é necessário saber se o presidente do UFC, Dana White, deseja colocar o brasileiro para disputar o título pela terceira vez, depois da luta definitiva entre Cain Velásquez e Fabricio Werdum. Já Miocic chegou a sua segunda derrota em um cartel que possui 14 vitórias.

Na segunda principal luta da noite já havia dado Brasil. Com uma atuação segura e consistente, Rafael dos Anjos ganhou de Nate Diaz por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27). Com bastante movimentação, combinada com socos e chutes fortes, o brasileiro soube controlar a luta e aproveitou as falhas defensivas do norte-americano. Após a vitória, o lutador carioca deve ser o próximo desafiante de Anthony Pettis, na disputa pelo cinturão dos pesos leves do UFC.

OUTROS BRASILEIROS

Nem tudo foi glória para o MMA brasileiro. Ainda no card principal do evento, também pelos pesos pesados, Gabriel Gonzaga não foi páreo para Matt Mitrione, que ganhou a luta por nocaute, com 1m59s ainda do primeiro round, depois de acertar um cruzado de esquerda. Já no card preliminar, em combate bastante disputado, Claudia Gadelha foi surpreendida por Joanna Jedrzejczyk e derrotada por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28). Com o resultado, a brasileira perde sua invencibilidade de 12 lutas no cartel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.