Em Marrakesh, Brasil termina Grand Prix de Judô sem nenhuma medalha

Leandro Guilheiro, Jéssica Santos e Amanda Oliveira não conseguem chegar à disputa por pódios

Redação, Estadão Conteúdo

09 de março de 2019 | 11h22

Os representantes do Brasil tiveram eliminações precoces no segundo dia de competições do Grand Prix de Judô em Marrakesh, no Marrocos. Neste sábado, Leandro Guilheiro (81Kg) e Jéssica Santos (70Kg) caíram na primeira rodada de suas categorias, enquanto Amanda Oliveira (70Kg) venceu uma luta, mas perdeu nas oitavas de final.

Duas vezes medalhista de bronze em Olimpíadas, Guilheiro foi desclassificado do confronto com o espanhol Alfonso Urquiza porque sofreu três punições por falta de combatividade. Jéssica perdeu na estreia após sofrer ippon da holandesa Hilde Jager.

Amanda até conseguiu passar da primeira fase, graças a um wazari aplicado na eslovena Anka Pogacnik, suficiente para garantir o triunfo ao final do tempo de luta. A brasileira abriu a mesma vantagem nas oitavas, contra a francesa Margaux Pinot, mas foi derrotada por finalização via chave de braço.

A delegação brasileira vai embora de Marrakesh sem conquistar nenhuma medalha, já que Gabriela Chibana (48kg) e Ítalo Carvalho (60kg) foram eliminados nas oitavas de final, na sexta-feira. Ao todo, o representantes do Brasil somaram duas vitórias e cinco derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.