CHANDAN KHANNA / AFP
CHANDAN KHANNA / AFP

Em noite de nocautes, Vitor Belfort e Anderson Silva vencem Evander Holyfield e Tito Ortiz

Evento na Flórida também conta com vitória brasileira no card preliminar

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2021 | 00h45

A noite de sábado foi marcada por esperados encontros no mundo da nobre arte. Com dois brasileiros nos ringues, a expectativa era alta na Flórida, Estados Unidos. Vitor Belfort e Anderson Silva, que fizeram grande sucesso nos octógonos, migraram para o boxe e conquistaram bons resultados com vitórias rápidas no card principal.

O primeiro a lutar foi Anderson Silva. O "Spider" enfrentou o norte-americano Tito Ortiz, também ex-campeão de MMA. Ambos têm 46 anos. E a vitória do brasileiro veio rápido. Com pouco mais de um minuto de luta, Anderson Silva conseguiu um nocaute, após aplicar um cruzado.

Em seguida, foi a vez de Vitor Belfort subir ao ringue. E o adversário era Evander Holyfield, pentacampeão mundial dos pesos pesados. Mas aos 58 anos, Holyfield já não é o mesmo e enfrentou um pugilista 14 anos mais novo, apresentando limitações físicas para seguir o ritmo do adversário na luta.

Belfort conseguiu a vitória por nocaute técnico logo no primeiro round. Holyfield foi duas vezes ao chão, antes do brasileiro sacramentar o triunfo após seguidos golpes. Holyfield foi chamado de última hora para substituir Oscar de la Hoya, que contraiu o novo coronavírus e não pôde participar do evento.

No card preliminar, outro brasileiro levou a melhor. Eliezer Silva bateu o norte-americano Terry Roscoe, após decisão unânime da arbitragem. Nos pontos, o pugilista brasileiro somou 39 contra 36, sendo melhor ao longo de toda a luta, com maior eficiência nos golpes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.