Márcio Rodrigues/ MPIX/ CBJ
Márcio Rodrigues/ MPIX/ CBJ

Em preparação olímpica, Mayra Aguiar estreia em 2020 no Grand Slam de Dusseldorf

Atual número 2 do ranking mundial segue planejamento individualizado e participou dos treinamentos de campo de Paris e Oberwart, na Áustria, nas últimas semanas

Redação, Estadao Conteudo

19 de fevereiro de 2020 | 17h04

O calendário do judô no ano olímpico já começou há cerca de um mês, inclusive com a disputa do Grand Slam de Paris - o maior evento da modalidade depois da Olimpíada e do Mundial -, e neste final de semana, a partir de sexta-feira, terá como atração o Grand Slam de Dusseldorf, na Alemanha. Ele marcará a estreia em 2020 da brasileira Mayra Aguiar, uma das grandes esperanças do Brasil para conquistar medalha nos Jogos de Tóquio.

A judoca gaúcha faturou muitos títulos em 2019, inclusive em Dusseldorf. Para defender sua conquista e, principalmente, se preparar ainda mais para o principal objetivo do ano, que é a disputa dos Jogos Olímpicos, a atual número 2 do ranking mundial segue um planejamento individualizado e participou dos treinamentos de campo de Paris e Oberwart, na Áustria, nas últimas semanas para chegar pronta na Alemanha.

"Nesse começo de ano eu gosto de fazer uma base mais forte na preparação física e depois entrar pro tatame. Eu já consegui treinar bem em Paris, onde peguei algumas das minhas principais adversárias, e estou finalizando a preparação agora na Áustria", detalhou Mayra Aguiar. "Já consegui acostumar com o fuso horário europeu nesse período e estou pronta para lutar".

Em 2019, Mayra Aguiar conquistou o ouro em Düsseldorf vencendo a anfitriã Anna Maria Wagner na final. Neste ano, a brasileira chega como cabeça de chave número 1 e a alemã como a 2, o que possibilitaria um reencontro apenas na final novamente. Mas a judoca do Brasil prefere encarar a disputa como mais uma etapa de preparação para Tóquio-2020.

"É quase um treino de luxo e, claro, uma competição importante. Eu venci ano passado e sei como é bom poder vencer uma competição desse nível. Então, me preparei bastante e vou com muita vontade de chegar lá bem", projetou a judoca da categoria 78kg.

Além do ouro de Mayra Aguiar, a campanha do Brasil em Düsseldorf no ano passado teve ainda a prata de Rafaela Silva (57kg) e os bronzes de Ellen Santana (70kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg). Em 2020 serão 24 judocas brasileiros na disputa por medalhas no Grand Slam alemão, que distribuirá mil pontos no ranking mundial classificatório para Tóquio-2020.

Tudo o que sabemos sobre:
judôMayra Aguiar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.