Viktor Kotochigov
Viktor Kotochigov

Ex-campeão de boxe do Cazaquistão sofre ataque com ácido na Inglaterra

Kotochigov fez postagem no Instagram para relatar o episódio ocorrido durante preparação para uma luta

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2021 | 19h56

O boxeador Viktor Kotochigov, do Cazaquistão, usou sua conta no Instagram para relatar um ataque que sofreu na Inglaterra, onde realiza um período de preparação para uma luta agendada para o dia 11 de dezembro. O ex-campeão do Conselho Mundial de Boxe teve o quarto invadido por pessoas encapuzadas e, ao tentar se defender, foi atingido por uma substância semelhante ao ácido.

"O campo de treinamento na Inglaterra foi um pouco malsucedido para mim. Após quatro dias, estou dormindo à noite, ouço um barulho do lado de fora da porta, alguém está tentando abrir. Tento achar uma faca, mas não havia nada na cozinha exceto um garfo e uma colher. A porta se abre, as pessoas entram com o capuzes. Sem hesitar, levanto-me e vou até eles, mas aparentemente não tinham planos de lutar comigo e despejaram em mim uma substância semelhante ao ácido, sinto muito dor e essas pessoas desapareceram rapidamente", escreveu Viktor Kotochigov.

O lutador escreveu que siá primeira atitude foi ligar para o treinador. "Ele me levou ao hospital. Passei os dias seguintes lá, com queimaduras, sob supervisão de médicos. Não entrei em conflito com ninguém, não tenho ideia do motivo", explicou Viktor Kotochigov, que publicou imagens das partes do corpo em que foi atingido, como pescoço e braços. 

"Percebi uma coisa: você precisa ir para os campos de treinamento em locais seguros", encerrou o atleta do Casaquistão, de 28 anos, quem tem um cartel de 12 vitórias e duas derrotas. No último combate, Viktor Kotochigov perdeu para o britânico Gary Cully, no dia 12 de março.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Conselho Mundial de Boxeboxe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.