Reprodução/ Instagram ufc_brasi
Reprodução/ Instagram ufc_brasi

Gastelum substitui Borrachinha em luta contra Cannonier no UFC; brasileiro critica organização

Lutador afirma não ter assinado contrato para o embate e compara valores pagos pela organização aos recebidos por youtubers no boxe

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de junho de 2021 | 15h13

Paulo Borrachinha não será o adversário de Jared Cannonier no próximo dia 21 de agosto. O brasileiro não entrou em acordo com o UFC sobre os valores a receber pela luta e acabou sendo substituído por Kelvin Gastelum pela segunda vez consecutiva. Após a confirmação da notícia, Borrachinha criticou a franquia de lutas em posts nas redes sociais.

Dana White, presidente do UFC, já havia confirmado a realização da luta entre Borrachinha e Cannonier em maio, mas após o anúncio da substituição, o brasileiro afirmou que nunca havia assinado contrato para o embate e reclamou dos valores que o UFC paga, comparando com os que youtubers recebem em lutas de boxe de exibição.

"O UFC precisa me pagar como lutador principal para fazer lutas principais. Os youtubers estão mostrando todas as desgraças neste negócio.Só para deixar claro. Eu nunca assinei ou fechei esse contrato. Por que o UFC anunciou esta luta se eu não assinei? Minha dúvida também", escreveu Borrachinha em seu twitter. Um exemplo da afirmação do brasileiro é a luta entre o youtuber Logan Paul e o ex-boxeador Floyd Mayweather neste sábado.

Não foi a primeira vez que Gastelum substituiu Borrachinha: em abril, o brasileiro foi cortado da luta contra Robert Whittaker por conta de uma gripe. A última vez que Borrachinha entrou no octógono foi em setembro de 2020, quando sofreu a primeira derrota da carreira para Israel Adesanya em disputa pelo cinturão dos pesos médios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.