Kamil Krzaczynski/AP
Kamil Krzaczynski/AP

Henry Cejudo supera lesão, nocauteia Marlon Moraes e leva 2º título do UFC

Campeão nos Jogos de Pequim-2008, norte-americano agora mantém cinturões de duas divisões

Redação, Estadão Conteúdo

09 de junho de 2019 | 10h06

O UFC tem um novo campeão simultâneo de duas categorias. Mesmo lesionado, o norte-americano Henry Cejudo, dono do cinturão peso mosca, venceu o brasileiro Marlon Moraes por nocaute técnico no 3º round da luta principal do UFC 238 disputado em Chicago e conquistou o cinturão dos pesos galo.

Cejudo se tornou apenas o quarto atleta na história do UFC a conquistar cinturões em duas divisões simultaneamente. Os outros lutadores a alcançarem o feito foram o irlandês Conor McGregor, o norte-americano Daniel Cormier e a brasileira Amanda Nunes.

Campeão olímpico no wrestling nos Jogos de Pequim, em 2008, Cejudo teve de superar, segundo ele mesmo confirmou após a luta, uma lesão no tornozelo, castigado pelo brasileiro com chutes baixos. "Duvidaram que eu não ia aguentar a pressão dos golpes da categoria, mas aí está a resposta. Eu sou o melhor de todos os tempos", provocou o lutador.

Marlon Moraes começou melhor na luta, controlando bem a distância, conectando os melhores golpes e sendo pouco ameaçado durante o primeiro round. No entanto, no segundo, Cejudo passou a dominar o combate e, no terceiro, conseguiu levar a luta para sua zona de conforto, o chão. Depois, o norte-americano acertou uma sequência de duras cotoveladas no rosto do brasileiro, que tentou se defender, mas a poucos segundos do fim do round, o árbitro interrompeu a luta e confirmou a vitória de Cejudo por nocaute técnico.

CINTURÃO MANTIDO

Na segunda luta principal da noite, Valentina Shevchenko manteve seu cinturão do peso mosca feminino ao vencer a norte-americana Jessica Eye com um nocaute avassalador aos 26 segundos do segundo round. A lutadora Quirguistanesa acertou um chute na cara da adversária, que caiu desacordada. Valentina tem, agora, 17 vitórias e três derrotas na carreira e emendou o terceiro triunfo seguido.

Em outra luta bastante aguardada no UFC 238, o ex-campeão interino dos pesos leves Tony Ferguson venceu Donald Cerrone por nocaute técnico ao final do segundo round. "El Cucuy" deixou o "Cowboy" com o olho direito completamente inchado e a luta foi encerrada. Foi a 12ª vitória de Ferguson, enquanto Cerrone teve interrompida uma sequência de três triunfos.

Nos outros dois combates do card principal, o russo Petr Yan venceu o norte-americano Jimmie Rivera por decisão unânime para chegar à quinta vitória consecutiva no UFC e o búlgaro Blagoy Ivanov derrotou o australiano Tai Tuivasa também por decisão unânime.

Pelo card preliminar, o brasileiro Pedro Munhoz perdeu para o norte-americano Aljamain Sterling por decisão unânime. Nos outros sete combates, Tatiana Suarez venceu Nina Ansaroff, Alexa Grasso derrotou Karolina Kowalkiewicz, Yan Xiaonan bateu Angela Hill, Katlyn Chookagian superou Joanne Calderwood, Calvin Kattar venceu Ricardo Lamas por nocaute, Darren Stewart levou a melhor sobre Bevon Lewis e Eddie Wineland nocauteou Grigory Popov.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.