AFP/Paul Crock
AFP/Paul Crock

Com chute incrível, Holm derruba reinado de Ronda no UFC

Luta foi uma das maiores surpresas da história do torneio

O ESTADO DE S. PAULO

15 Novembro 2015 | 10h36

Com uma sequência de golpes logo no início do segundo round, a norte-americana Holly Holm nocauteou a sua compatriota Ronda Rousey, faturou o UFC 193 e de quebra ainda provocou uma das maiores surpresas da história desta competição. A luta aconteceu neste sábado à noite, em um ginásio com capacidade para 70 mil pessoas em Melbourne, na Austrália.

"Não sei. Estou tentando absorver isso, mas é muito doido. Eu não poderia fazer nada disso sem o apoio que tive. Não queria chutá-la no corpo para evitar que ela pegasse no meu pé, e deu certo", afirmou, em lágrimas, a nova campeã do UFC logo após a luta, com um misto de alegria e dó de sua adversária, que viu acabar seu reinado na competição.

Holm adotou uma estratégia bem definida desde o início do duelo. A ex-campeã de boxe fez Ronda sangrar com os seus golpes em linha reta logo no primeiro round. No início do segundo round, ele defendeu bem as investidas de Ronda, e em seguida conseguiu deixar a ex-campeã perdida após um belo chute na cabeça.

Com isso, caiu o reinado de Ronda Rousey, cuja invencibilidade já durava 12 lutas na carreira. A lutadora norte-americana buscava o sétimo título do Ultimate Fighting Championship (UFC). Já Holly Holm se tornou a nova campeã dos galos da competição e agora acumula 10 vitórias em 10 lutas no MMA.

 

BRASILEIRO

Antes da luta que fechou o evento, o brasileiro Antônio Pezão sofreu nocaute técnico diante do neozelandês Mark Hunt logo no primeiro round, na reedição da luta que terminou empatada em 2013. O rival acertou um cruzado na têmpora do brasileiro, que caiu de joelhos.

Mais conteúdo sobre:
Ronda Rousey UFC lutas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.