CBJ/Twitter
CBJ/Twitter

Instituto Reação, de Rafaela Silva, é campeão do Grand Prix Nacional de Judô

Equipe do Rio de Janeiro desbanca o Esporte Clube Pinheiros, de São Paulo, em disputa

Estadão Conteúdo

19 Agosto 2018 | 22h52

Projeto do medalhista olímpico Flávio Canto, o Instituto Reação foi o grande campeão do Grand Prix Nacional de Judô, neste domingo, em Canoas (RS). A equipe carioca, que contava com Rafaela Silva, levou a melhor na final sobre Esporte Clube Pinheiros (SP) numa disputa com formato misto pela primeira vez, assim como será nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

O confronto terminou empatado com três vitórias para cada lado. Mas o Instituto Reação confirmou o triunfo por ter vencido mais lutas por ippon. O Minas Tênis Clube (MG) e a Sogipa (RS) faturaram o bronze na competição. Os mineiros superaram o Paineiras do Morumbi (SP), enquanto os gaúchos superaram o Jequiá (RJ).

No confronto decisivo, Tamires Crude, do Instituto Reação, venceu Eludis Valentim no golden score. Na sequência, Marcos Eduardo Seixas aumentou a vantagem dos cariocas ao superar Marcelo Contini. A campeã olímpica Rafaela Silva, uma das estrelas da competição, acabou decepcionando ao ser derrotada por Bárbara Timo.

Mas Victor Penalber acabou garantindo a vitória do Instituto Reação ao bater Eduardo Santos. O triunfo estava assegurado porque o time carioca já tinha maior número de ippons na disputa, o que era o principal critério de desempate da disputa.

As duas lutas restantes foram vencidas pelo Pinheiros: Maria Suelen Altheman derrotou Camila Yamakawa e Rafael Silva derrotou David Moura, em confronto que reuniu os dois melhores judocas do mundo na categoria pesado.

 

 

Mais conteúdo sobre:
judôRafaela Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.