John Locher/AP
John Locher/AP

Jon Jones perde cinturão e é suspenso do UFC após polêmica

O lutador fugiu de um acidente de carro sem prestar socorro

O Estado de S. Paulo

29 de abril de 2015 | 10h39

O UFC divulgou, na madrugada desta quarta-feira, mais uma bomba no mundo do MMA: Jon 'Bones' Jones, até então campeão dos meio-pesados e tido como o melhor lutador da organização, perdeu seu cinturão e a chance de defendê-lo no UFC 187, programado para 23 de maio em Las Vegas, além de ser suspenso por 'tempo indeterminado'. Em seu lugar, entra Daniel Cormier, que agora fará a luta principal contra Anthony Johnson, em disputa válida pelo título vago da categoria.

Segundo a nota, Jon Jones foi destituído de seu cinturão e suspenso por 'violações ao código de conduta' da organização. O estadunidense, que já soma uma série de polêmicas no currículo. Na última delas, na noite de segunda-feira, Jones se envolveu em um acidente de carro e deixou feridos, entre eles, uma mulher grávida, que quebrou o braço. O lutador fugiu a pé do local do acidente sem prestar socorro às vítimas.

Flagrado em exame antidoping em janeiro por uso de cocaína, o lutador vive maus momentos em sua vida pessoal e agora terá outro caso para se defender legalmente. Na noite de segunda-feira, ele foi liberado da delegacia três horas mais tarde após pagar fiança. O carro alugado que dirigia na ocasião ficou destruído. Jones foi campeão dos meio-pesados de março de 2011 até esta quarta-feira, quando teve seu cinturão cassado. O lutador deve passar um bom tempo na 'geladeira' do UFC.

CONFIRA A NOTA DIVULGADA PELA ENTIDADE

O UFC anuncia que está suspendendo Jon Jones por tempo indeterminado e retirando o seu cinturão peso-meio-pesado como resultado das violações ao código de conduta da nossa organização. Jones foi recentemente preso em Albuquerque com uma acusação de crime por fugir do local do acidente envolvendo uma pessoa ferida. Como resultado dessa acusação e de outras violações do nosso código de conduta, a organização acredita que é melhor conceder tempo ao Jones para que ele foque nas suas pendências legais.

O UFC sente fortemente que os atletas precisam seguir algumas normas dentro e fora do octógono. Embora haja um certo desapontamento nesses acontecimentos recentes, a organização continua apoiando o Jones enquanto ele estiver passando por esse processo legal.

Com essa decisão, o UFC determinou que o desafiante número um, Anthony Johnson, passa a enfrentar o terceiro colocado, Daniel Cormier, pelo cinturão dos meio-pesados no UFC 187, dia 23 de maio, em Las Vegas.

Tudo o que sabemos sobre:
UFCJon JonesMMALutas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.