Wander Roberto/ UFC
Wander Roberto/ UFC

José Aldo nocauteia Moicano e Marlon Moraes vence revanche no UFC Fortaleza

Evento realizado na madrugada deste domingo ficou marcado pelo show do ex-campeão peso pena

Andreza Galdeano/ Fortaleza, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2019 | 02h01

O UFC Fortaleza foi palco de mais uma importante vitória de José Aldo no octógono. Na madrugada deste domingo, o ex-campeão peso pena entrou no Centro de Formação Olímpica (CFO) e levou os fãs à loucura ao nocautear Renato Moicano. A noite também contou com a finalização de Marlon Moraes sobre Raphael Assunção, resultado que pode definir o próximo desafiante pelo cinturão peso galo.

Considerado um dos maiores lutadores da história, Aldo chegou como azarão para o duelo contra Moicano e mostrou que ainda é capaz de dar orgulho aos brasileiros antes de encerrar a carreira. Depois de um início de luta cauteloso, o manauara entrou para o segundo round com o foco de quem chegou para conquistar mais uma vitória. E ele conseguiu. Com uma sequência de socos no rosto do adversário, venceu por nocaute técnico.

Logo após a vitória, a comemoração de Aldo não poderia ser diferente. O brasileiro deixou o octógono e foi para os braços da torcida, que correspondeu indo ao delírio e entoando o nome do lutador nas arquibancadas do CFO. "Galera, muito obrigado pelo carinho. Hoje entrei aqui como azarão e sabia que vocês estariam do meu lado. Que a vitória seria nossa", disse.

A noite poderia terminar com o triunfo do ex-campeão. Mas os fãs ainda aguardavam a luta principal do evento: uma revanche entre Raphael Assunção e Marlon Moraes. Apesar de serem ofuscados pela idolatria voltada ao compatriota, os lutadores da categoria peso galo não ficaram para trás e entraram no show de finalizações da noite com a vitória de Moraes no primeiro round.

Quarto colocado no ranking peso galo, Moraes conquistou a quarta vitória consecutiva no Ultimate. Antes de deixar o octógono do UFC Fortaleza, ele afirmou que deseja ser o próximo desafiante do campeão TJ Dillashaw. "Eu vou pegar esse cinturão", avisou o brasileiro.

Quem também entrou para finalizar foi Demian Maia. O paulista precisou de apenas um round para derrotar o norte-americano Lyman Good. Depois de subir nas costas do rival e aplicar um mata-leão, ele somou a décima finalização da sua carreira. Além disso, se mantém como o brasileiro com o maior número de vitórias no UFC. 

SEGURANÇA

A onda de violência registrada no Ceará desde o início do ano não ofuscou o UFC Fortaleza. Em clima festivo e sem contratempos, o Centro de Formação Olímpica (CFO) recebeu um bom público para o evento. Em contato com a reportagem do Estado, a Secretaria do Esporte informou que a segurança ao redor do complexo foi reforçada.

Questionados sobre a presença das equipes da Força Nacional de Segurança, que estão alojadas no CFO, a Secretaria de Esporte ainda afirmou que o alojamento dos agentes não interferiu na área reservada para o evento.

Resultados do UFC Fortaleza:

CARD PRINCIPAL

Peso galo: Marlon Moraes venceu Raphael Assunção por finalização

Peso pena: José Aldo venceu Renato Moicano por nocaute técnico 

Peso meio médio: Demian Maia venceu Lyman Good por finalização

Peso leve: Charles do Bronx venceu David Teymur por finalização

Peso meio pesado: Johnny Walker venceu Justin Ledet por nocaute técnico

Peso palha: Livinha Souza venceu Sarah Frota por decisão dividida

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Markus Maluko venceu Anthony Hernandez por finalização

Peso mosca: Mara Romero Borella venceu Taila Santos por decisão dividida

Peso meio médio: Thiago Pitbull venceu Max Griffin por decisão dividida

Peso pesado: Jairzinho Rozenstruik venceu Júnior Albini por nocaute

Peso pena: Geraldo de Freitas venceu Felipe Cabocão por decisão unânime  

Peso galo: Said Nurmagomedov venceu Ricardo Carcacinha por nocaute técnico

Peso mosca: Rogério Bontorin venceu Magomed Bibulatov por decisão dividida 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Torcedores do PSG não querem mais Neymar em Paris
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.