Jeff McIntosh/AP
Jeff McIntosh/AP

José Aldo nocauteia norte-americano e volta a vencer no UFC após dois anos

Brasileiro supera Jeremy Stephens no UFC Calgary, no Canadá

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2018 | 23h44

O lutador brasileiro José Aldo encerrou um jejum de dois anos sem vitórias e voltou a vencer na noite deste sábado, no UFC Calgary, no Canadá. O ex-campeão do peso-pena (até 66kg) derrotou o norte-americano Jeremy Stephens por nocaute técnico aos 4min19s do primeiro round da luta.

+ Anderson Silva aceita suspensão de 1 ano por doping e pode lutar em novembro

Um soco na linha da cintura acabou com o confronto nesta noite. José Aldo acertou o rival americano, que sentiu a pancada e foi ao chão. O brasileiro aproveitou a queda e foi para cima do adversário para finalizar a luta com uma sequência de socos. Em seguida, o árbitro encerrou o confronto por nocaute técnico.

O lutador do Brasil não vencia uma luta desde 2016. No ano passado, ele perdeu duas lutas contra Max Holloway em disputas de cinturão. Antes disso, em 2015, sofreu um duro revés ao perder para Conor McGregor em poucos segundos no octógono.

Além disso, José Aldo não vencia uma luta por nocaute técnico desde 2013, quando derrotou o sul-coreano Chan Sung Jung, no Rio de Janeiro.

A série irregular de resultados abalou a confiança do brasileiro, que começou a cogitar a aposentadoria nos últimos anos. Ele conta com somente mais quatro lutas no contrato, o que pode ainda levar alguns anos até ser finalizado, em razão do espaçamento tradicional entre os confrontos.

Apesar disso, José Aldo sonhava com mais uma chance para disputar o cinturão de sua categoria, o que não seria possível se tivesse sido derrotado nesta noite. Com o triunfo, a esperança foi renovada para um futuro confronto decisivo no futuro.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.