Reuters/Andrew Couldridge
Reuters/Andrew Couldridge

Joshua promete voltar aos nocautes em luta contra Povetkin, em Wembley

Inglês acredita que o duelo não siga até os 12 rounds previstos. 'Povetkin procura mais a luta e se expõe mais'

Estadão Conteúdo

14 Setembro 2018 | 13h54

Campeão dos pesos pesados da Associação Mundial, Federação Internacional e Organização Mundial de Boxe, o britânico Anthony Joshua promete retomar as vitórias por nocaute, no dia 22, diante do russo Alexander Povetkin, no estádio de Wembley, em Londres.

Dono de um cartel de 21 vitórias, com 20 nocautes, Joshua, campeão olímpico em Londres-2012, derrotou o neozelandês Joseph Parker, por pontos, depois de 12 rounds, em março, no País de Gales. "Ele (Parker) tem um estilo perigoso. Se eu tentasse o nocaute, tudo poderia ter acontecido e, talvez, eu poderia não estar aqui."

Diante do veterano Povetkin, de 39 anos, medalha de ouro em Atenas-2004, Joshua acredita que o duelo não siga até os 12 rounds previstos. "Povetkin procura mais a luta e se expõe mais. Vou poder usar os contra-ataques para atingi-lo", disse o pugilista, campeão mundial desde abril de 2016.

Rob McCracken, técnico de Joshua, prevê uma luta dura. "Povetkin se movimenta muito e exige que o adversário use as pernas o tempo todo. É um obstáculo perigoso. Um lutador de alto nível."

Povetkin foi flagrado duas vezes no exame antidoping. Seu cartel é de 30 vitórias (24 nocautes) e uma derrota, sofrida em 2013 para o ucraniano Wladimir Klitschko, por pontos.

Mais conteúdo sobre:
boxe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.