Lucas Barioulet/AFP
Lucas Barioulet/AFP

Judoca Teddy Riner perde invencibilidade após quase 10 anos

Francês foi derrotado pelo japonês Kokoro Kageura no Grand Slam de Paris

Redação, Estadão Conteúdo

09 de fevereiro de 2020 | 11h56

O judoca Teddy Riner viu sua longa invencibilidade de quase 10 anos ruir neste domingo. Após nove anos e cinco meses e 154 lutas invicto, o francês bicampeão olímpico (2012 e 2016) e dez vezes campeão mundial foi derrotado pelo japonês Kokoro Kageura, de 24 anos. Quis o destino que ele caísse em sua casa, no Grand Slam de Paris, na França.

A última derrota de Teddy Riner havia sido no dia 13 de setembro de 2010, quando perdeu para outro japonês, Daiki Kamikawa, na final do Mundial Absoluto em Tóquio, no Japão.

Riner voltou ao tatame neste domingo pela primeira vez desde o ouro conquistado no Gram Slam de Brasília, em outubro do ano passado. Na ocasião, ele enfrentou Kageura na primeira luta e o venceu na prorrogação. Foi campeão depois de derrotar o brasileiro David Moura em 20 segundos de combate.

Desta vez, a história foi diferente e o lendário judoca, de 30 anos, que havia vencido suas duas primeiras lutas contra o húngaro Richard Sipocz e o austríaco Stephan Hegyi, foi derrubado pelo japonês no golden score, causando espanto nos franceses.

A menos de seis meses dos Jogos Olímpicos de Tóquio, esta derrota de Riner põe em cheque seu favoritismo para conquistar o terceiro ouro olímpico no judô. O feito, até hoje, foi alcançado apenas pelo japonês Tadahiro Nomura (1996, 2000 e 2004).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.