Twitter/CBJ
Twitter/CBJ

Judocas brasileiros comemoram medalhas de bronze obtidas no Grand Prix de Haia

Samanta Soares e Leonardo Gonçalves subiram ao pódio no último dia de disputas

Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2018 | 17h26

Samanta Soares, na categoria 78kg, e Leonardo Gonçalves, na 100kg, conquistaram medalhas de bronze para o judô do Brasil neste domingo, data do último dia de disputas do Grand Prix de Haia, na Holanda. Assim, eles se juntaram a Eleudis Valentim, que havia ficado com a prata na sexta-feira, como representantes do País que subiram ao pódio na competição.

Após os terceiros lugares obtidos em solo holandês, Samanta e Leonardo comemoraram seus feitos. "A competição foi boa. Foi minha última competição no ano e acho que eu tive um desempenho legal. Mesmo perdendo na semifinal tive que ter uma resiliência muito rápida para poder buscar esse terceiro lugar, lutando bem, na raça, no coração. Foi duro, foi longo, mas graças a Deus deu tudo certo", afirmou Samanta, que há uma semana havia sido campeã mundial militar no Rio.

Leonardo Gonçalves, por sua vez, lembrou da dificuldade que foi encarar o compatriota e companheiro de equipe Rafael Buzacarini na luta que lhe valeu o bronze neste domingo.

"Lutar contra um companheiro de equipe foi um pouco difícil, porque ele me conhece. Mas, tem o lado bom que eu conhecia ele também. A gente já competiu bastante no Brasil, já treinamos juntos . E os pontos que consegui neste Grand Prix, com certeza, vão contar muito para a vaga olímpica. Cada ponto, nem que seja um pouquinho a mais, como foi hoje (domingo), está valendo muito para essa vaga olímpica", disse Leonardo.

Buzacarini, por sua vez, percorreu um caminho mais longo para poder ter chance de lutar pelo bronze. Ele abriu as disputas em Haia superando Jakub Wojcik, da Polônia, e depois passou pelo francês Cirylle Maret nas oitavas de final. Mais tarde, entretanto, acabou derrotado pelo holandês Michael Korrel. Em seguida, recuperou-se na repescagem, vencendo o russo Kazbek Zankishiev, por ippon, e foi para a disputa pelo bronze, no qual foi batido por Leonardo Gonçalves.

Os outros dois brasileiros que foram ao tatame neste domingo não tiveram o mesmo sucesso e ficaram longe da disputa por medalhas na categoria até 90kg. Rafael Macedo caiu na estreia para o eslovaco Peter Zilka, por um ippon, enquanto Eduardo Bettoni perdeu na segunda luta, para o checo David Klammert, também por ippon.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.