Arte/Estadão
Arte/Estadão

Judocas brasileiros ficam longe do pódio no 1º dia do World Masters na China

País esteve representado por seis competidores, mas nenhum deles conseguiu ter bom desempenho

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de dezembro de 2019 | 18h00

Os judocas brasileiros tiveram desempenho ruim no primeiro dia do World Masters, realizado em Qingdao, na China. Nesta quinta-feira, o País esteve representado por seis competidores e ficou longe da disputa por medalhas, tendo conquistado apenas duas vitórias. Os triunfos foram no masculino, com Felipe Kitadai (60kg) e Phelipe Pelim (60kg).

Kitadai derrotou o norte-americano Adonis Diaz na sua estreia, mas depois caiu para o usbeque Sharafuddin Lutfillaev ao levar um ippon. Pelim venceu o chinês Wenzhi Liu por ippon, mas levou o mesmo golpe do casaque Gusman Kyrgyzbayev na sequência. As campanhas renderam 216 pontos no ranking mundial aos brasileiros.

Eric Takabatake (60kg) e Daniel Cargnin (66kg), por sua vez, só lutaram uma vez. Eric foi eliminado ao perder no golden score e por ippon para o mongol Unubold Lkhagvajamts. Cargnin, que estreou na segunda rodada, levou um ippon do chinês Ziyang Xue nos primeiros segundos da luta.

Na disputa feminina, Gabriela Chibana (48kg) enfrentou a alemã Katharina Menz na estreia e embora tenha conseguido um waza-ari de vantagem, depois levou um ippon, o que determinou a sua derrota. Já Larissa Pimenta (52kg) encarou a francesa Astride Gneto e perdeu pelo acúmulo de punições.

Nesta sexta-feira, quatro brasileiros vão competir no World Masters. São eles: Alexia Castilhos (63kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg) e Eduardo Yudy (81kg)

Alexia duelará com a chinesa Jing Tang, Ketleyn vai encarar a holandesa Geke Van Den Berg, Portela lutará com a britânica Gemma Howell e Yudy vai enfrentar o português Anri Egutidze.

 

Tudo o que sabemos sobre:
judôFelipe KitadaiPhelipe Pelim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.