Judocas brasileiros ficam sem medalha no 3º dia do Grand Prix de Budapeste

Nathalia Parisoto, Renan Nunes e Felipe Bezerra não conseguiram se aproximar das disputas por medalhas

Estadão Conteúdo

12 Agosto 2018 | 16h13

Três judocas brasileiros competiram neste domingo, pelo terceiro e último dia de lutas no Grand Prix de Budapeste, na Hungria, mas não conseguiram disputar medalhas. O torneio é válido pelo Circuito Mundial da modalidade, organizado pela Federação Internacional de Judô (FIJ, na sigla em inglês).

Nathália Parisoto (divisão de peso até 78 kg) passou da primeira rodada graças a um wazari aplicado na italiana Melora Rosetta. Em seguida, nas oitavas de final, a brasileira perdeu para a holandesa Marhinde Verkerk, que aplicou um wazari e depois definiu a luta com uma imobilização.

Renan Nunes (categoria até 100 kg) perdeu por ippon para o russo Merab Margie, enquanto que Felipe Bezerra, da mesma divisão de peso, sofreu três punições contra o alemão Karl-Richard Frey e, por isso, foi desclassificado pela arbitragem. Os dois atletas brasileiros foram eliminados ainda na primeira fase.

Após três dias de competições, apenas Rafaela Silva foi medalhista pelo Brasil. Na última sexta-feira, a campeã olímpica venceu cinco lutas em sua categoria (até 57 kg) e conquistou a medalha de ouro, a primeira desde que a brasileira foi campeã dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, em 2016.

 

Mais conteúdo sobre:
judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.