Lutador do UFC de 28 anos morre nos EUA

Josh Samman estava uma semana internado em coma

O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2016 | 14h47

O lutador do UFC, Josh Samman, morreu nesta quarta-feira. O norte-americano de 28 anos, da categoria peso médio (até 84 kg), estava internado há quase uma semana em coma em um hospital da Flórida depois de ter sido encontrado desacordado em seu apartamento. A morte foi confirmada pelo presidente do Ultimate, Dane White, que postou uma foto de Samman nas redes sociais com a sigla "RIP" (descanse em paz, em inglês).

A causa da morte não foi divulgada pela polícia. A suspeita inicial era de overdose devido ao histórico de drogas do lutador e do fato de o companheiro de quarto de Samman, Troy Kirkingburg, ter sido declarado morto depois da chegada da emergência no mesmo dia. No entanto, segundo documento obtido pelo site MMA Fighting, não foram encontrados vestígios de drogas no sangue do lutador. A mãe do norte-americano também enviou um comunicado à imprensa confirmou a versão dos investigadores.

No MMA, Samman tinha um cartel de 16 lutas, com 12 vitórias. A estreia foi em 2007, com um triunfo contra Travis Miller. A entrada no UFC aconteceu pelo reality show The Ultimate Fighter (TUF), quando foi semifinalista. O norte-americano perdeu os últimos dois combates para Tamdan McCrory e Tim Boetsch.

Mais conteúdo sobre:
UFC MMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.