Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Mayweather anuncia aposentadoria após luta com Andre Berto

Confronto está marcado para 12 de setembro, em Las Vegas

O Estado de S. Paulo

03 de setembro de 2015 | 08h42

Invicto, Floyd Mayweather Jr. Planeja deixar os ringues como "o melhor de todos os tempos". Nesta quarta-feira, o pugilista anunciou que vai encerrar a vitoriosa carreira no boxe com a defesa do título dos meio-médios contra o compatriota Andre Berto no dia 12 de setembro, em Las Vegas, no MGM Grand Garden Arena.

Se "Money" confirmar o favoritismo, ele alcançará a marca de 49 vitórias e igualará o recorde de invenciblidade do ex-campeão dos pesos-pesados Rocky Marciano. No entanto, o americano diz que ele não ficará tentado a desistir da aposentadora pelo 50º embate.

"A luta de número 49 é a minha última", anunciou o lutador de 38 anos em uma conferência em Las Vegas. De acordo com Mayweather, a auto-preservação sempre foi sua maior prioridade. "Minha saúde é mais importante. Tudo pode acontecer (no boxe). Eu não estou muito preocupado em perder. Você pode ganhar um monte de dinheiro, mas você ainda não seria capaz de falar, andar ou ter a mente sã. A única coisa que posso fazer é acreditar em mim. Eu serei o 'melhor da história' até eu morrer."

Mayweather, que inclui 26 nocautes nas 48 vitórias de sua carreira, é reconhecido por sua brilhante defesa do anel conquistado. No entanto, ele muitas vezes foi criticado por selecionar adversários fáceis enquanto construía seu impressionante currículo. O americano, entretanto, faz questão de exaltar todas os seus embates e dispara: "A luta 49 também será importante, mas minha carreira ainda não acabou."

Berto entrará no ringue sob desconfiança depois de perder três de suas últimas seis lutas, mas Mayweater evita subestimar seu adversário. "Quando você tem um adversário que não tem nada a perder, isso o faz trabalhar ainda mais", projeta. Com o anúncio do fim da carreira, o lutador também afasta as especulações de uma revanche com Manny Pacquiao. Na "luta do século", em maio, ele bateu o rival das Filipinas por decisão unânime dos juízes. 

Tudo o que sabemos sobre:
boxeFloyd MayweatherAndre Bertolutas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.