Reprodução/ Twitter
Reprodução/ Twitter

Mexicano leva golpes no peito e morre em duelo de luta livre; assista

Lutador de 26 anos foi socorrido, mas morreu ao dar entrada no hospital; México soma oito mortes nesta modalidade desde dezembro de 2019

Redação, O Estado deS.Paulo

18 de outubro de 2020 | 19h07

No sábado, em um duelo de luta livre na Arena San Juan Pantitlán, no México, morreu o lutador Luis Ángel Salazar, de 26 anos, conhecido como "Príncipe Aéreo".

Na disputa, o lutador levou golpes seguidos no peito e caiu no ringue de costas com os braços abertos. Desacordado, Salazar foi socorrido, mas morreu ao dar entrada no hospital. De acordo com as autoridades médicas, o lutador sofreu um infarto.

Imagens divulgadas na internet mostram que a luta transcorrida normalmente até o fato. Após a sequência de golpes e a queda, o adversário corre para ajudar Salazar. Desde dezembro de 2019, oito competidores de luta livre já morreram no México.

Salazar era um lutador independente de apenas 26 anos e que participava de eventos em pequenas arenas, como a que aconteceu neste fim de semana, em que estava sendo realizada a 'Mexa War II'. Desde dezembro de 2019, oito lutadores da modalidade já faleceram durante eventos deste porte, se tornando um período marcante negativamente na história da luta livre mexicana.

Tudo o que sabemos sobre:
luta livreLuis Ángel Salazar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.