Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Boxeador mexicano apoia Hitler e ataca comunidade LGBT: 'São uma praga'

Em vídeo de dois minutos, Dario Larralde diz sofrer perseguição de gays; atleta se retratou em seguida

O Estado de S.Paulo

08 Dezembro 2018 | 17h25

O boxeador mexicano Dario Larralde publicou em suas redes sociais um vídeo com duração aproximada de dois minutos onde expressa opiniões homofóbicas, além de citar o ex-líder nazista, Adolf Hitler. De acordo com palavras do próprio pugilista, o ex-presidente da Alemanha era uma má pessoa, mas demonstra seu apoio referindo-se aos gays como uma 'praga'.

"Em todas as partes que vou, sempre tem um p... gay na esquina vendo-me", disse Larralde em determinado trecho do vídeo. "Tudo o que sua comunidade faz, tudo que você faz, tudo que você representa, me agride. Eu nunca vou aceitar isso", declarou em outro momento da gravação.

"Eu sei que Hitler era uma má pessoa, mas nisso eu o apoio. Os p... gays são uma praga", disse Larralde, fazendo referência a Hitler, ex-líder nazista.

O pugilista apagou a publicação e pouco tempo mais tarde usou da mesma rede social para se retratar pelo episódio através de três outros vídeos. Nas mensagens, pede desculpas e deseja o melhor à toda comunidade LGBT do México, além de se declarar 100% sincero.

Em sua conta oficial no Instagram, Dario Larralde diz em sua biografia que é representante da seleção mexicana nos Jogos Olímpicos de 2020, que acontecerão em Tóquio, no Japão. A entidade desmentiu a informação do boxeador, que sofreu duras críticas por conta de repercussão do episódio.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.