Divulgação/CBB
Divulgação/CBB

Presidente da Confederação de Boxe é isolado com covid-19 antes de eleição no COB

Mauro Silva chegou a participar de um jantar promovido por Wanderley a presidentes de confederações antes de ser isolado

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

07 de outubro de 2020 | 15h09

O presidente da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe), Mauro Silva, precisou ser isolado em um quarto do hotel Grand Hyatt, no Rio de Janeiro, após testar positivo para covid-19 na noite de terça-feira. Ele estava no hotel para participar da assembleia que elegeria nesta quarta o novo presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) - Paulo Wanderley Teixeira foi reconduzido ao cargo.

Silva chegou a participar de um jantar promovido por Wanderley a presidentes de confederações antes de ser isolado. O exame para detectar covid-19 foi sugerido por integrantes do COB mais cedo, uma vez que o dirigente apresentava bastante tosse. O próprio comitê bancou os custos.

Os demais participantes do jantar não chegaram a ser testados, mesmo após a confirmação do resultado positivo no teste de Mauro Silva. E, apesar de ter seu presidente colocado em isolamento, a confederação de boxe teve um representante na votação desta quarta-feira.

O evento definiu que Paulo Wanderley Teixeira permanecerá no cargo. Com 26 votos, o atual presidente do COB foi reeleito para o próximo quadriênio à frente da entidade. Ele venceu em primeiro turno com apenas um voto além do necessário. Rafael Westrupp recebeu 20 votos e ficou em segundo. Hélio Meirelles, com dois votos, terminou a disputa em terceiro lugar.

Tudo o que sabemos sobre:
boxePaulo Wanderley Teixeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.