Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Rafaela Silva cai na estreia e Brasil fica sem medalhas no Grand Slam de judô

Número 11 do ranking, judoca campeã olímpica perde para a 30ª do mundo

Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2018 | 09h18

O judô brasileiro voltou a passar em branco no segundo dia do Grand Slam de Osaka, no Japão. Neste sábado, a principal esperança estava em Rafaela Silva, mas a campeã olímpica decepcionou e foi surpreendida logo na estreia da categoria para atletas até 57kg.

Medalhista de ouro nos Jogos do Rio, em 2016, Rafaela, número 11 do ranking da categoria, não foi páreo para a búlgara Ivelina Ilieva, apenas 30.ª colocada na lista. Apesar do favoritismo da adversária, a europeia conseguiu um wazari e segurou a luta até o cronômetro zerar sem ceder qualquer pontuação.

Se Rafaela decepcionou, quem chegou mais perto de medalha foi Maria Portela (70kg). A brasileira estreou com vitória por ippon sobre a grega Elisavet Teltsidou, mas caiu na segunda luta para a japonesa Saki Niizoe, também por ippon. Na repescagem, perdeu para a espanhola Maria Bernabéu graças a um wazari.

Ainda entre as mulheres, Alexia Castilhos (63kg) estreou com vitória sobre a chinesa Chang Su por ippon, mas foi eliminada na segunda luta diante da eslovena Tina Trstenjak após sofrer três punições.

Entre os homens, Marcelo Contini e Eduardo Barbosa também ficaram sem pódio na categoria até 73kg. Contini foi derrotado logo na estreia pelo japonês Rentaro Nogami, eliminado por três punições no golden score, enquanto Eduardo até bateu na estreia o porto-riquenho Jeffrey Ruiz graças a um wazari, mas caiu na sequência para o sueco Tommy Macias no golden score.

O judô brasileiro encerra sua participação em Osaka nesta madrugada de sábado para domingo (horário de Brasília). Serão quatro os atletas do País que subirão ao tatame: Rafael Macedo (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Rafael Silva, o "Baby" (+100kg), e Beatriz Souza (+78kg).

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
judôRafaela SilvaMaria Portela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.