Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Rafaela Silva é suspensa por dois anos após ser pega no doping e vai recorrer ao CAS

Com a decisão, a medalhista de ouro nos Jogos do Rio está fora da Olimpíada de Tóquio

Andreza Galdeano e Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2020 | 23h00

A Federação Internacional de Judô informou que a judoca Rafaela Silva está suspensa por dois anos após ter sido pega no exame antidoping em agosto do ano passado, nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Com a decisão, que chega há seis meses da Olimpíada de Tóquio, ela está fora da competição e não poderá buscar o bicampeonato - foi ouro no Rio, em 2016. A informação foi divulgada pelo site GloboEsporte.com e confirmada pelo Estadão.

A atleta, que está com um novo advogado, vai entrar com recurso na Corte Arbitral do Esporte para tentar ir ao Japão. A audiência ocorreu na última quarta-feira. Quem vai defendê-la é Marcelo Franklin, especialista neste tipo de caso. "Entrei no caso hoje e ainda não recebi a íntegra do processo", disse ao Estadão.

Em setembro do ano passado, a judoca chegou a se defender afirmando que a aparição na urina de fenoterol, substância presente em medicamentos contra a asma e capaz de melhorar o desempenho de um atleta, se deve à contaminação pelo contato com um bebê que tomava a medicação.

A Confederação Brasileira de Judô divulgou uma nota dizendo que prestará todo suporte para a atleta. "A Confederação Brasileira de Judô seguirá acompanhando os desdobramentos do processo legal referente ao caso de doping envolvendo a judoca da seleção brasileira, Rafaela Silva, com a confiança de que a justiça prevalecerá. Rafaela Silva é campeã olímpica e mundial, exemplo de superação dentro e fora dos tatames e um dos maiores ídolos do esporte brasileiro. A CBJ prestará o suporte que lhe couber e só se pronunciará novamente após a decisão final do processo".

Confira a nota oficial do COB sobre a situação da judoca:

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) acompanha atentamente o processo envolvendo a judoca campeã olímpica e mundial Rafaela Silva.

Uma das maiores referências do esporte brasileiro, Rafaela possui uma carreira repleta de títulos, incluindo o ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016, que a transformou em uma das principais atletas do Brasil.

Com dedicação e talento, a atleta vem se mantendo no topo de sua modalidade há anos. Por isso, Rafaela foi frequentemente submetida a testes de controle de doping, sempre com resultados negativos. 

Assim, o COB aguarda a decisão final do caso e ressalta que a atleta ainda possui o direito de recurso para a Corte Arbitral do Esporte. 

Enfatizamos o compromisso do Comitê Olímpico do Brasil com o esporte limpo e o papel educativo da entidade para o tema.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.