Revanche de Klitschko contra Fury é confirmada para 9 de julho em Manchester

Depois de perder uma invencibilidade de 11 anos ao ser derrotado pelo britânico Tyson Fury em novembro do ano passado, quando seu rival o tirou os cinturões de campeão dos pesados da WBA, WBO e IBF (nas siglas em inglês), o ucraniano Wladimir Klitschko já sabe quando poderá se vingar do rival. A revanche entre os dois foi marcada para o dia 9 de julho, em Manchester, na Inglaterra.

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2016 | 10h44

Tio e treinador do boxeador britânico, Peter Fury anunciou detalhes do novo confronto com Klitschko em sua página no Twitter, na qual avisou que a confirmação oficial da realização do combate será feito ainda nesta sexta-feira.

No dia 28 de novembro do ano passado, Fury se tornou o novo campeão mundial dos pesados da AMB, da FIB e da OMB ao vencer Klitschko, por pontos, em Dusseldorf, na Alemanha, após a disputa de uma luta de 12 assaltos nos quais nenhum dos pugilistas conseguiu um nocaute. O triunfo foi determinado por decisão unânime dos juízes. Assim, o ucraniano sofreu sua primeira derrota desde abril de 2004.

Naquela ocasião, o inglês acabou sendo coroado ao ser mais agressivo do que Klitschko, que voltou a mostrar o seu estilo "robótico" de boxear e pouco conseguiu agredir o seu adversário. Ao fim do combate, o ucraniano, que completará 40 anos em maio, afirmou que uma revanche seria "inevitável, sem dúvida nenhuma".

Este combate realizado na Alemanha era para ter ocorrido um mês antes, mas precisou ser adiado por causa de uma lesão na panturrilha sofrida por Klitschko em um treino.

Nascido em Manchester, Fury, de 27 anos, acabou perdendo o seu título de campeão da Federação Internacional de Boxe (IBF) por ter se recusado a lutar contra outro rival ucraniano, Vyacheslav Glazkov, porque preferia se reencontrar com Klitschko no ringue. E este cinturão acabou ficando com o norte-americano Charles Martin, que superou Glazkov, em janeiro, quando o pugilista lesionou o joelho durante o combate.

Martin, por sua vez, defenderá o título da IBF contra o britânico Anthony Joshua, campeão olímpico em Londres-2012, neste sábado, na capital inglesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.