Gary A. Vasquez|USA Today
Gary A. Vasquez|USA Today

Rockhold parte para cima de Weidman e é campeão dos médios

Mais incisivo, Luke desfigura cara de adversário antes de nocaute

Rafael Pezzo, O Estado de S. Paulo

13 de dezembro de 2015 | 07h21

A noite em Las Vegas não era para os campeões. Na segunda luta mais importante da noite, Luke Rockhold derrotou Chris Weidman e tomou o cinturão dos médios do compatriota. Weidman, assim como José Aldo, era dono do título sem ainda ter sido derrotado no torneio.

Rockhold teve mais iniciativa por toda a luta, partindo para cima do, até então, atual campeão. Buscando finalizações, Luke conseguiu algumas quedas e se manteve inteiro para o quarto e decisivo round.

Ainda na terceira parcial, após um chute rodado mal executado por Weidman, Luke Rockhold foi para cima e desfigurou a cara do adversário com uma sequência de cotoveladas. Ao soar do gongo, Chris Weidman estava com a cara sangrando bastante.

Assim como nos primeiros rounds, Rockhold não fez cerimônia para atacar no começo da quarta parcial. O desafiante derrubou o adversário, insistiu em socos, abriu novos cortes no rosto de Weidman e apenas esperou que o árbitro decretasse a vitória por nocaute técnico.

Weidman era o único campeão em atividade do UFC que conquistara o cinturão sem uma derrota em toda a carreira no MMA. No total são 13 vitórias, seis delas contra brasileiros, entre eles Anderson Silva, Lyoto Machida, Vitor Belfort e Demian Maia. Rockhold estreou no Ultimate com derrota, para Belfort. Desde então, eram quatro vitórias, uma por nocaute e três por finalização, sua especialidade.

APÓS BRASILEIRO, CUBANO QUER CINTURÃO

Em uma luta agitada, com quedas e golpes, o cubano Yoel Romero derrotou o brasileiro Ronaldo "Jacaré" de Souza por decisão dividida. Com o triunfo, o "Soldado de Deus" se coloca como o próximo na fila para disputar o cinturão dos médios, conquistado na mesma noite por Rockhold sobre Weidman.

O brasileiro vinha de oito vitórias em sequência no UFC, e estava esperando uma chance para disputar o título da categoria.

Tanto Romero como "Jacaré" tomaram a iniciativa na luta. O brasileiro preferia que a luta fosse para o chão e insistiu nessa estratégia. O cubano, no entanto, desferia golpes na trocação. Ao final, a luta foi decidida de forma divergente, 29x27, 28x29 e 29x28. 

UFC 194 - RESULTADOS

12 de dezembro, Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL

Peso pena: Conor McGregor derrota campeão José Aldo por nocaute, 13’’ do 1º round

Peso médio: Luke Rockhold derrota campeão Chris Weidman por nocaute, 3’12’’ do 3º round

Peso médio: Yoel Romero derrota Ronaldo Jacaré por decisão dividida (29x27, 28x29, 29x28)

Peso meio-médio: Demian Maia derrota Gunnar Nelson por decisão unânime (30x26, 30x25, 30x25)

Peso pena: Max Holloway derrota Jeremy Stephens por decisão unânime (30x27, 30x27, 29x28)

CARD PRELIMINAR

Peso galo: Urijah Faber derrota Frankie Saenz por decisão unânime (29x28, 29x28, 30x27)

Peso palha: Tecia Torres derrota Jocelyn Jones-Lybarger por decisão unânime (30x27, 30x27, 30x27)

Peso meio-médio: Warlley Alves derrota Colby Covington por finalização (guilhotina), 1’26’’ do 1º round

Peso leve: Léo Santos derrota Kevin Lee por nocaute, 3’26’’ do 1º round

Peso leve: Magomed Mustafaev derrota Joe Proctor por nocaute, 1’54’’ do 2º round

Peso leve: Yancy Medeiros derrota John Makdessi por decisão dividida (29x28, 28x29, 29x28)

Peso meio-médio: Court McGee derrota Márcio Lyoto por decisão unânime (30x27, 29x28, 29x28)

Tudo o que sabemos sobre:
UFCMMAAnderson SilvaVitor Belfort

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.