Ethan Miller/AFP
Ethan Miller/AFP

Tyson ironiza encarada de May-Pac: 'Estava em uma biblioteca'

'Eles são homens de negócios. Eu sou um assassino', dispara

O Estado de S. Paulo

30 de abril de 2015 | 10h00

O ex-campeão mundial de boxe e um dos mais polêmicos atletas de todos os tempos, Mike Tyson, esteve presente no encontro entre Floyd Mayweather e Manny Pacquiao nesta quarta-feira, em Las Vegas, e não perdeu a oportunidade de 'cornetar' a 'luta do século' e os novos astros do esporte ao seu estilo. Segundo Tyson, a encarada entre os dois o fez se sentir 'em uma biblioteca', e ele ainda avaliou os lutadores como 'homens de negócios', enquanto se definiu como 'assassino nato'.

"Foi muito sutil, muito bonito, muito educado", afirmou Tyson, sobre a 'encarada' protagonizada nesta quarta-feira. Ele ainda prosseguiu: "Parecia que eu estava não em uma igreja, mas em uma biblioteca. Talvez eu seja um neandertal, mas eu queria matar o outro cara", afirmou ao diário USA Today.

A luta entre Mayweather e Pacquiao quebrará todas as marcas econômicas que o boxe já proporcionou. A bolsa total do evento é estimada em R$ 883 milhões, que ainda pode aumentar com as vendas de pacotes pay-per-view. Mayweather tem, garantido, 60% deste valor, enquanto Pacquiao ficará com 40%. Mike Tyson, de 48 anos, também não perdeu a chance de alfinetar o evento por conta dos valores envolvidos.

"Agora, o boxe é diferente. Estes são homens de negócios e eu sou um assassino nato. Quero ganhar e fazer isso de forma dramática, machucando as pessoas. Não que eu goste de machucar gente, mas sou bom nisso", disparou o ex-campeão mundial dos pesos-pesados.

Tyson também mostrou distanciamento com Floyd 'Money' Mayweather com quem já manteve amizade. "Minha mãe sempre me disse que se não pode dizer nada de bom de alguém, não diga nada", resumiu, revelando ainda sua preferência pelo estilo de luta de Pacquiao.

A 'luta do século', como é anunciado o confronto deste sábado, valerá a unificação dos títulos da AMB (Associação Mundial de Boxe), CMB (Conselho Mundial de Boxe) e FIB (Federação Internacional de Boxe) e foi aguardada durante anos. Aos 38 anos, Mayweather está invicto em 47 lutas no boxe profissional, sendo 26 nocautes. Já Pacquiao, que tem 36 anos, tem um cartel de 57-5-2, com 38 nocautes. O aguardado evento acontece na noite deste sábado, no MGM Hotel, em Las Vegas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.