Eric Gaillard/ Reuters
Eric Gaillard/ Reuters

World Athletics anuncia criação de fundo para apoiar atletas em dificuldades

Associação vai disponibilizar cerca de R$ 2,75 milhões durante a pandemia do novo coronavírus

Redação, Estadao Conteudo

28 de abril de 2020 | 16h50

A World Athletics, novo nome da IAAF (Associação Internacional de Federações de Atletismo, na sigla em inglês) anunciou nesta terça-feira o lançamento de um fundo de 500 mil dólares (R$ 2,75 milhões) para ajudar atletas profissionais em dificuldades financeiras durante a pandemia do novo coronavírus. Essa iniciativa é realizada em conjunto com a Fundação Internacional de Atletismo (IAF, na sigla em inglês), criada em 1986 para apoiar causas beneficentes relacionadas a essa modalidade.

Uma força-tarefa composta por especialistas de várias provas, liderada pelo britânico Sebastian Coe, presidente da World Athletics e da IAF, será encarregada de "avaliar as demandas de ajuda emitidas pelas seis associações continentais" e "se reunirão nesta semana para estabelecer um plano de atribuição e distribuição de subsídios aos atletas e analisar outros meios de alimentar o fundo de apoio", de acordo com o comunicado oficial divulgado pela entidade que comanda o atletismo.

O organismo confirmou que os orçamentos de 2020 e 2021 da IAF vão ter, como destinatários, os atletas que necessitam de ajuda, face à ausência de receitas com a paralisação das competições. Sebastian Coe vai presidir o grupo de trabalho que contará com o ex-campeão olímpico dos 1.500 e 5 mil metros, Hicham El Guerroui, a campeã no salto em vara e presidente da Comissão de atletas, Katerina Stefanidi, além de Sunil Sabrharwal, do Comitê Executivo da World Athletics.

"Quero agradecer em especial ao Hicham, por nos trazer ideia, e ao príncipe Albert (de Mônaco, presidente honorário da IAF), pelo seu forte apoio a este projeto. Tenho contactado atletas em todo o mundo e sei que muitos estão passando tempos duros em consequência da paralisação das competições da maioria dos esportes nos últimos dois meses", assinalou Sebastian Coe.

As competições estão suspensas devido à pandemia da covid-19. A Diamond League, o circuito mais importante do atletismo, cuja temporada teria que começar no dia 17 de abril em Doha, no Catar, tem seu início previsto para 4 de julho em Londres, após o adiamento dos eventos programados para abril, maio e junho por Ásia, Europa e América do Norte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.