Aberto da Austrália inaugura 3ª quadra com teto retrátil

Aberto da Austrália inaugura 3ª quadra com teto retrátil

Devido às condições climáticas no país, organizadores do evento abrem arena com teto retrátil que abre em menos de 5 minutos

Estadão Conteúdo

07 de outubro de 2014 | 12h25

Os organizadores do Aberto da Austrália acreditam que o clima não será mais um problema no primeiro Grand Slam da temporada após inaugurarem nesta terça-feira a terceira quadra com teto retrátil no Melbourne Park, complexo que recebe o torneio, realizado em janeiro.


A Margaret Court Arena, com capacidade para 7,5 mil espectadores, foi aberta oficialmente nesta terça-feira. Assim, o complexo onde é realizado o Aberto da Austrália se tornou o primeiro de um dos quatro torneios do Grand Slam com três quadras com teto retrátil - as outras são a Rod Laver Arena e a Hisense Arena.


Isso é ainda mais importante em razão das condições climáticas na Austrália. A temperatura superou os 40ºC durante quatro dias seguidas no torneio deste ano, na maior onda de calor em Melbourne em mais de um século. Em edições anteriores, a chuva também atrapalhou a programação do Aberto da Austrália.

 


De acordo com os organizadores, o teto retrátil da Margaret Court Arena pode abrir em menos de cinco minutos. E seu acionamento poderá acontecer no próximo ano desde o começo do Aberto da Austrália, marcado para o dia 19 de janeiro.


Os organizadores do Aberto da Austrália também anunciaram nesta terça-feira um aumento de 10% na premiação total na moeda local da premiação. Assim, os ganhadores da próxima edição do torneio vão receber 3 milhões de dólares australianos (aproximadamente R$ 6,4 milhões) cada.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisAberto Austráliateto retráril

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.