Adversário de Guga está machucado

Não poderia ter sido melhor para Gustavo Kuerten o sorteio dos grupos do Master Cup, o Mundial de Tênis, que começa dia 12 em Sydney, na Austrália. Guga caiu numa chave teoricamente mais fácil e, para ajudar, seu adversário de estréia, o croata Goran Ivanisevic ainda sofreu um pequeno acidente e machucou o pé. O tenista croata, campeão de Wimbledon, sofreu um pequeno acidente em Sydney, ao escorregar no banheiro e machucar o pé. Por isso, colocou em dúvida sua participação no torneio e, caso não possa mesmo jogar, será substituído pelo alemão Tommy Haas. O grupo de Guga - batizado de Ken Rosewall - tem ainda o espanhol Juan Carlos Ferrero e o russo Yevgeny Kafelnikov. Na outra chave, chama da de John Newcombe, liderada pelo australiano Lleyton Hewitt estão ainda Andre Agassi, Patrick Rafter e Sebastien Grosjean. No mundial de Sydney participam oito dos melhores jogadores da temporada de 2001. A primeira fase é jogada no sistema todos contra todos - dentro de sua chave. Os dois melhores classificam-se para as semifinais, com o primeiro de um grupo enfrentando o segundo do outro. Os vencedores fazem a final no domingo dia 18. Cada vitória na fase de classificação vale 20 pontos na corrida dos campeões, nas semifinais outros 40 e na final mais 50. Para um tenista garantir vaga na segunda etapa da competição precisa normalmente de duas vitórias e ainda assim pode depender de critérios de desempate como confronto direto, número de sets vencidos e número de games. A primeira rodada do Master Cup já está definida. Na segunda feira serão disputados dois jogos no grupo John Newcombe, com Lleyton Hewitt x Sebastien Grosjean, a partir das 5h30 horário de Brasília, e a seguir, Andre Agassi joga com Patrick Rafter. O grupo John Newcombe, encabeçado por Guga, tem início da terça feira. Na abertura da rodada, Ferrero enfrenta Kafelnikov e, depois, Guga joga com Ivanisevic, por volta das 7h30 de Brasília. Guga é o líder do ranking e está 48 pontos a frente de Hewitt e, por isso, precisa de uma campanha igual ou melhor do que seu rival australiano para encerrar o ano como número 1 do mundo, pela segunda vez consecutiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.